Pistoleiro que matou promotor em Pau dos Ferros/RN, e que estava foragido será recambiado para o RN

O Promotor de Justiça Rodrigo Pessoa de Morais já entrou em contato com o Juízo de Direito da Vara Criminal da Comarca de Pau dos Ferros e a Polícia no sentido de recambiar para o Rio Grande do Norte o pistoleiro Edmilson Pessoa Fontes, que cumpria pena no regime semi-aberto pelo assassinato do Promotor de Justiça Manoel Alves Pessoa Neto, encontrava-se em destino incerto e não sabido e foi preso no último final de semana na cidade de Bom Lugar, no estado do Maranhão.

O pistoleiro foi preso e encontrada com ele uma pistola de 9mm e munição. As informações dão conta de que Edmilson estava há pouco tempo no estado do Maranhão, em casa de familiares.

Sem se apresentar ao Complexo Penal Regional de Pau dos Ferros desde que saiu para trabalho externo no dia 29 de setembro do ano passado, contra o pistoleiro já existe mandado de prisão com regressão para o regime fechado.

No dia 08 de dezembro de 1997, o pistoleiro matou a tiros o Promotor de Justiça de Pau dos Ferros, Manoel Alves Pessoa Neto, no interior do Fórum local, ocasião em que matou também o vigilante Orlando Alves Mari. Foi a júri popular e condenado a 24 anos de reclusão.

MEMORIAL

Na próxima sexta-feira, dia 07/12, antecipando as comemorações alusivas ao Dia do Ministério Público (comemorado dia 14 de dezembro) será inaugurado na sede da Procuradoria-Geral de Justiça, em Candelária, o Memorial “Promotor Manoel Alves Pessoa Neto”. Na ocasião será lançado também o selo comemorativo dos 120 anos do Ministério Público do Rio Grande do Norte.