Microempresas potiguares abriram 1,4 mil novas vagas em abril


As microempresas do Rio Grande do Norte mantiveram o ritmo de contratações registrado desde o início deste ano. As empresas desse porte foram as únicas a contratar mais do que demitir e fecharam abril com um total de 1.429 novas vagas criadas no mês.

Porém o grande volume de demissões ocorridas nas demais organizações, principalmente as médias empresas que, em 30 dias, encerraram 1.223 postos de trabalho, o saldo de emprego no estado em abril ficou negativo em 61 vagas. Essa é a primeira vez que o RN registra déficit de vagas no mercado de trabalho formal desde janeiro.

Essas são algumas das informações que constam na edição de maio do Mapa do Emprego no Rio Grande do Norte, o informativo mensal elaborado pelo Sebrae-RN que analisa a evolução das contratações e demissões com carteira assinada tendo como base os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

O boletim, que é organizado pela Unidade de Gestão Estratégica (UGE) do Sebrae-RN, foi divulgado nesta quarta-feira (26) e está disponível na íntegra para consultas ou download no portal www.rn.sebrae.com.br/.