Casos de Dengue, Zika e Chikungunya reduzem na comparação com 2019 no RN


A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) divulgou nesta quarta-feira (30), o mais recente boletim das arboviroses, referente ao período compreendido entre a Semana Epidemiológica 1 até a 48, encerrada em 21 de dezembro de 2020. Segundo o boletim, foram notificados 12.240 casos suspeitos de dengue no RN, o que representa uma redução de cerca de 69,3%, quando comparado ao mesmo período de 2019, quando foram registrados 39.917 casos suspeitos.

Do total de notificações para dengue em 2020, foram confirmados 3.002 casos, 5.409 descartados, com uma incidência de 349,03 casos por 100.000 habitantes no período analisado. Em 2019, no mesmo período, foram confirmados 11.002 casos e 7.573 descartados, apresentando uma incidência de 1.109,74 casos por 100.000 habitantes. O número de mortes também caiu. Em 2019 foram 15 vítimas fatais da doença e em 2020 sete mortes foram confirmadas até a Semana Epidemiológica 48.

A redução das notificações de casos de dengue em 2020 ocorre no mesmo período de crescimento dos casos de Covid-19, a partir do segundo trimestre do ano, mostrando que o sistema de saúde estava envolvido com a pandemia, o que pode ter gerado subnotificações dos casos de dengue.

Com relação à chikungunya, foram notificados no RN, até a Semana Epidemiológica 48, 7.470 casos suspeitos da doença, sendo confirmados 3.194 casos e 2.204 descartados, o que corresponde a uma taxa de incidência de 213,01 casos por 100.000 habitantes. Em 2019, no mesmo período foram notificados 15.362 casos, sendo 6.432 confirmados e 1.833 descartados casos, o que representa uma incidência de 438,06 casos por 100.000 habitantes.

Assim como ocorreu com a dengue, houve uma redução das notificações de casos chikungunya do segundo trimestre do ano de 2020 em diante, em função do envolvimento do sistema de saúde com a pandemia, levando a possíveis subnotificações dos casos de chikungunya.

Já no que diz respeito à Zika, entre a semana epidemiológica 01 a 48 de 2020 no RN foram notificados 1.431 casos suspeitos da doença, sendo 266 confirmados  casos e 910 descartados, apresentando uma taxa de incidência de 40,81 casos por 100.000 habitantes. Em 2019, no mesmo período foram notificados 1.685 casos, sendo 99 confirmados  e 511 descartados  casos, com uma incidência de 48,05 casos por 100.000 habitantes.

 “A diminuição no número de infectados por Aedes aegypti, vetor dessas arboviroses, pode estar relacionada ao cenário epidemiológico causado pela pandemia do Covid-19, que provocou uma redução nas notificações de casos de dengue e chikungunya”, explicou a coordenadora do programa Estadual das Arboviroses Urbanas da Sesap, Flávia Moreira. Ela alerta que, mesmo diante da redução observada nos números de casos de arboviroses no RN, é importante manter as medidas de prevenção ao mosquito Aedes aegypti, que se prolifera em porções de água limpa acumulada.