TST reverte decisão e funcionária será indenizada por ser chamada de “pica-pau”

Trabalhadora chamada de “pica-pau” por seu chefe será indenizada por dano moral. A 2ª turma do TST restabeleceu sentença por entender que a conduta do gerente tornou a obreira motivo de chacota no ambiente de trabalho.

A funcionária alegou que quando pintou os cabelos de vermelho, o gerente da empresa a chamou de “pica-pau” na frente de todos os colegas de trabalho. Além disso, teria falado, ironicamente, que “fizeram uma bela obra de arte” em seus cabelos.

Veja a matéria completa aqui.

Por Justiça Potiguar