Sindicato dos Bancários cobra fechamento das agências no RN

O Sindicato dos Bancários do Rio Grande do Norte foi recebido na tarde desta quinta-feira (19) pelo secretário-chefe da Casa Civil do Governo do Estado, Raimundo Alves Junior, e cobrou o fechamento das agências em razão da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Outras centrais sindicais e representantes da classe trabalhadora estiveram presentes e também enfocaram a situação de suas categorias.

A respeito da situação da abertura de agências bancárias, o Sindicato dos Bancários argumentou que outros estados do país, como Santa Catarina e Distrito Federal já haviam formalizado o fechamento oficial via decreto estadual. Dessa forma, foi informado que o Banco Central se antecipou e no dia de ontem (18) entrou em contato com o Governo para que não fizesse o decreto, alegando que judicializaria tal documento.

O coordenador-geral do Sindicato dos Bancários, Eduardo Xavier, argumentou que o governo deveria defender seus cidadãos e não deixar a responsabilidade de uma decisão tão arriscada para o Governo Federal, Banco Central e a Fenaban.

“Veja bem, se o Governo do Estado diz que o melhor é fechar via mandado judicial o Banco Central derruba isso, mostra de quem será a responsabilidade em caso de uma epidemia no estado”, declarou.

Eduardo Xavier disse que o Governo não se comprometeu com o decreto, mas ficou de reavaliar a situação.

“Paralelo a isso, o Sindicato dos Bancários tem feito visitas às agências e orientado que os gerentes e gestores organizem a entrada ao Banco para evitar aglomerações. Infelizmente, temos recebido muitos relatos de bancários com medo devido a grande quantidade de pessoas que se acumulam no atendimento. Vamos continuar mantendo a fiscalização”, disse o sindicato.