RN: Verão 2021 com previsão de normalidade


Ao analisar a estação mais quente do ano, o verão, que começou nesta segunda-feira (21) por volta das 07h05, a Unidade Instrumental de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte-EMPARN, informou que a previsão é de que seja dentro da normalidade, devido a influência do fenômeno ‘La Niña’, inclusive, a cidade de Natal, amanheceu nesta segunda, com chuva.

O fenômeno La Niña que acontece com a diminuição na temperatura das águas superficiais do Oceano Pacífico provoca uma maior circulação dos ventos na região Nordeste do Brasil mantendo a regularidade das chuvas para o período”, disse o chefe da unidade, Gilmar Bristot.

Sobre as chuvas, Bristot, também, explicou que nos meses de janeiro e fevereiro, ocorrem as chuvas da pré-estação chuvosa no Rio Grande do Norte.

As chuvas serão ocasionadas pelos sistemas que transitam sobre o Nordeste e são de baixa previsibilidade e podem ou não acontecer. Para o período chuvoso de fevereiro a maio as condições analisadas são propícias para a ocorrência de chuvas acima do normal para o Nordeste como um todo”, comentou.

Para o período de janeiro a março a previsão, por região é:  Oeste do RN com o maior volume com a estimativa de 315 mililitros (mm); as regiões Leste e Central do RN, deverão receber, cada uma, 250 mm; E a região Agreste tem previsão de 188 mm de volume.