RN passará a fazer testes do coronavírus, diz secretaria

O Laboratório Central do Rio Grande do Norte (Lacen) passará a fazer testagens para o novo coronavírus, segundo anunciou a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap). Atualmente, o RN não faz esse tipo de teste e encaminha casos suspeitos para análise no Pará, processo que pode demorar até 10 dias para apresentar os resultados.

De acordo com a Sesap, ainda não há uma previsão para o início dos testes de Covid-19 no estado. Um técnico do Lacen-RN participou de uma capacitação no Instituto Evandro Chagas, no Pará e já retornou a Natal. A pasta aguarda o envio de um material específico pelo Ministério da Saúde para começar a fazer os testes.

“A notícia é boa, mas é importante lembrar que a quantidade de kits é limitada e o uso restrito aos casos críticos”, explicou o secretário estadual da Saúde, Cipriano Maia. Ainda segundo o secretário, novos kits de coleta e reagentes usados nas testagens de outros vírus respiratórios estão em processo de compra.

Protocolo de testes

Atualmente, o Rio Grande do Norte não faz testagem para o novo coronavírus, mas pode fazer testes para outras doenças respiratórias no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen). O protocolo funciona da seguinte maneira: o paciente com febre, tosse seca e que viajou ao exterior ou teve contato com pessoas que estiveram em outros países ou tiveram contato com pessoas com suspeita ou infectadas é considerado um caso suspeito e submetido a coleta da amostra laboratorial, que é encaminhada ao Lacen do RN.

Esse teste irá mostrar em até 72 horas se o paciente está infectado com algum vírus respiratório como Influenza A, Influenza B ou H1N1, por exemplo. Em caso de positivo, a infecção por coronavírus é automaticamente descartada. Caso o resultado seja negativo ou inconclusivo, o paciente segue sendo considerado como suspeito e o material coletado é enviado para análise no IEC, no Pará.