Polícia prende segundo suspeito de praticar crime de tortura em Portalegre


O segundo suspeito de amarrar e agredir um homem no município de Portalegre foi preso, nessa terça-feira (21), após se apresentar à Polícia Civil. Identificado como André Diogo Barbosa Andrade, de 41 anos, o suposto co-autor do crime estava foragido da Justiça.

De acordo com o delegado Cristiano Gouveia, que comanda as investigações, esse segundo suspeito é um servidor público da prefeitura de Viçosa, que tinha um mandado de prisão em aberto. Ele não tinha sido localizado quando a Polícia Civil deflagrou, na sexta-feira (17), a operação que resultou na prisão do comerciante Alberan de Freitas Epifânio, de 52 anos, apontado como principal autor do crime.

O comerciante passou 24 horas detido e foi liberado após audiência de custódia. No caso do co-autor, ele também deve passar por uma audiência de custódia.

O caso ganhou repercussão nas redes sociais no dia 11 de setembro, com a divulgação de vídeos que mostram a vítima, amarrada pelas mãos e pés, sendo agredida com chutes por outro homem, que segura a corda.

De acordo com as investigações, a vítima “foi submetida à violência e grave ameaça, a intenso sofrimento físico e mental, como uma forma de aplicar-lhe castigo pessoal ou medida de caráter preventivo”.