Polícia investiga denúncia de pedofilia na internet por meio de perfil falso, na PB

A Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Infância e a Juventude de Campina Grande recebeu, na segunda-feira (15), uma denúncia de pedofilia na internet, que acontecia com um perfil falso que se passava por uma criança e solicitava fotos íntimas a outras crianças por meio das redes sociais. O registro do crime foi feito on-line. A investigação ainda está na fase inicial, e nenhum suspeito foi identificado.

A ocorrência será investigada na Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Infância e Juventude. Segundo a delegada Ellen Maria, uma mãe observou que foi feito um perfil falso com fotos da filha dela, por meio do qual o criminoso conversa com outras crianças, da mesma idade da filha dela, solicitando fotos íntimas.

A delegada alerta pais e responsáveis sobre o perigo de crianças terem seus próprios perfis nas redes e pede fiscalização e orientação. Ela também pede para avaliarem o risco-beneficio de crianças terem redes sociais e caso seja verificado uma necessidade, responsáveis devem sempre conversar com filhos e observar com quem eles estão falando. Ellen aconselha que, caso fotos de crianças sejam postadas, priorizar a postagem em perfis privados, nunca abertos para o público.

A recomendação para casos dessa natureza é a denúncia, que pode ser feita na Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Infância e a Juventude por meio dos números (83) 3214-3255 e (83) 3218-5346 ou de forma online. A delegada também recomenda que não se apague esse tipo de prova; fazer uma captura de tela das conversas antes de apagar pode ajudar nas investigações.