Palmeiras avança com vantagem, mas precisa de alternativas para furar retrancas

Depois de três jogos após a retomada do calendário do futebol em São Paulo, o Palmeiras está garantido na semifinal do Paulistão.

Mesmo sem ainda conhecer seu adversário, o time de Vanderlei Luxemburgo já sabe que terá a vantagem de poder atuar em casa no jogo único que vai valer uma vaga na decisão. O que é certo também é a necessidade de encontrar um futebol mais criativo na parte ofensiva.

Na vitória por 2 a 0 sobre o Santo André, nesta quarta-feira, na arena, o Palmeiras foi a campo com novidades na escalação. Luxemburgo voltou com Luiz Adriano ao lado de Rony e Willian no ataque e montou o meio de campo com Gabriel Menino, Patrick de Paula e Ramires.

O resultado da nova formação foi um time com mais qualidade e posse de bola. Mas o problema do último domingo, contra o Água Santa, persistiu: poucas jogadas de perigo no setor ofensivo, com exceção de um chute de fora da área de Willian e uma tentativa de infiltração do atacante que parou no goleiro do Santo André.

O Ramalhão, mesmo com apenas 31% de posse de bola na primeira etapa, foi mais perigoso e obrigou Weverton a trabalhar.