Pesquisador da UFPB cria aplicativo para facilitar tratamento de crianças autistas

Estimular um conhecimento, uma competência ou uma habilidade. Este é o objetivo do “TutoPlay”, um aplicativo criado pelo pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Computação, Comunicação e Artes (PPGCCA) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Rafael Toscano. A ferramenta, que está em fase de desenvolvimento, será pública e vai fornecer informações e recomendar recursos audiovisuais e multimídia a terapeutas responsáveis pelo acompanhamento de crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA).

A ideia é que o aplicativo promova uma funcionalidade genérica. Todo o processo é divido em quatro etapas e considera os aspectos cognitivos, afetivos e psicomotores da criança. São elas planejar os objetivos e recursos educacionais que serão utilizados; modelar um conhecimento, comportamento ou atividade; reforçar um conhecimento para transformá-lo em competência e generalizar uma competência para transformá-la em habilidade. Através deles, são criadas rotinas para cada paciente.