Prefeito de Jardim do Seridó é inocentado em ação civil pública pelo Judiciário

Ao iniciar o terceiro ano como Prefeito de Jardim do Seridó, Amazan Silva continua sem nenhuma condenação por improbidade administrativa, apesar das mais de 60(sessenta) representações feitas à Promotoria de Justiça, pelos vereadores da oposição.
 
Embora o significativo número de denúncias, apenas uma única representação se tornou ação civil pública, na qual visava investigar eventual ato de improbidade administrativa cometido pelo Prefeito.
 
O processo apurava uma série de dispensas de licitação efetuadas no início da gestão, necessárias por conta do sucateamento dos automóveis do município, como também pela falta de material de expediente e da falta da limpeza pública.
 
Pois bem, hoje, 07 de março,  a Juíza da comarca de Jardim do Seridó, Dra. Janaína Lobo Maia, julgou improcedente o único processo, significando a honestidade do Prefeito com o erário.
 
Na sentença, a magistrada compreendeu que as aquisições ocorreram visando a continuidade do serviço público, além de não ter ficado demonstrada a vontade do Prefeito em praticar nenhum ato de improbidade.
 
Por isso, Amazan segue seu mandato com correção, demonstrando à população que é possivel fazer una gestão que respeita as leis.