Depois de 34 anos, um general volta ao comando do Brasil

Depois de 34 anos, um general volta ao comando do Brasil. O último foi João Batista Figueiredo, até março de 1985.

Mourão fica no comando do Brasil até o retorno de Bolsonaro, previsto para sexta-feira (25). Na agenda de hoje, como presidente, o general se reúne nesta manhã com Miguel Angelo da Gama Bentes para discutir projetos de mineração estratégica.

À tarde, tem encontros com os embaixadores da Alemanha, Georg Witschel, e Tailândia, Susarak Suparat.

Após, reunião com o coronel Hélcio Bruno de Almeida, que é especialista em defesa e segurança com atenção no combate ao terrorismo.  Depois, o presidente em exercício se reúne com dois generais.