Dois homens são perseguidos e mortos a tiros em Natal

Dois homens foram mortos a tiros em menos de 10 minutos em Natal, na tarde desta terça-feira (8). Os crimes aconteceram em pontos diferentes da cidade, mas guardam semelhanças: em ambos os casos, os assassinos já chegaram atirando e perseguiram as vítimas até matá-las desferindo muitos tiros. Uma das vítimas seria ex-policial militar, a outra, um preso em regime semiaberto.

A primeira morte aconteceu por volta das 14h30, na comunidade Treze de Maio, no bairro de Dix-sept Rosado, Zona Oeste de Natal. A vítima, identificada apenas como Edvan, era dono de uma galeteria que ficava próxima ao local do crime. De acordo com a polícia, ele passava pelo local quando foi atingido pelos disparos. Mesmo assim, Edvan ainda tentou correr e acabou tombando sem vida na Travessa dos Caicós, a alguns metros do local. Ele seria ex-policial. Consultada, a Polícia Militar explicou que ainda não há confirmação disso. A vítima morreu de capacete. A moto que ele estaria usando não foi encontrada. Os policiais que atenderam o chamado comentaram que o veículo poderia ter sido levado apenas para caracterizar o crime como latrocínio, ao invés de execução.

No segundo crime, a vítima foi Edvaldo Caetano de França, 23 anos. Ele estava bebendo com seu pai na Praça João Faustino, conhecida como Praça do Chafariz, no bairro de Lagoa Seca, que fica próxima à sua residência. Dois suspeitos chegaram em uma moto e um deles sacou a arma. Ao perceber a abordagem, Edvaldo correu para dentro de sua casa, mas foi perseguido, alcançado e executado. Ele foi atingido por pelo menos nove tiros, a maioria na cabeça. Edvaldo França cumpria pena em regime semiaberto pelo crime de assalto e usava tornozeleira eletrônica.