Pescadores contam momentos de terror em barco potiguar atacado; 'a gente pensou que ia morrer'

Os tripulantes do navio atuneiro potiguar que foi atacado por um barco chinês na quinta-feira (22) chegaram a Natal neste domingo (25). Três dos 10 homens que estavam na embarcação Oceano Pesca I são de São Miguel do Gostoso, e um deles relatou o susto. “Na hora, a gente pensou que ia morrer”.

O gostosense Lucivaldo Batista disse que ele e os colegas chegaram a pedir para que os chineses não atacassem. “Na hora do impacto o barco encheu de água, todo mundo achou que ia morrer. Choramos, ajoelhamos, pedimos a eles para não fazer aquilo com a gente e ficamos pedindo a Deus, só esperando”, relata.

“Muito assustador”, resumiu o cearense Vanaldo Morais, operador de máquinas do atuneiro potiguar. “Quando ele chegou aqui, começou a desacelerar o barco dele e jogar parafuso, e fez a volta, para bater na gente”, lembra.

A tripulação conseguiu resistir ao ataque e voltar no próprio barco.