Ciro diz que vai refletir sobre apoio no 2º turno, mas garante: 'Ele não, sem dúvida'

O candidato à Presidência pelo PDT , Ciro Gomes , evitou cravar que apoiará Fernando Haddad (PT) na disputa de segundo turno contra Jair Bolsonaro (PSL). Em coletiva após o resultado, que o colocou em terceiro lugar, Ciro agradeceu pelos votos recebidos e disse que encerra o processo com sentimento de “profunda gratidão”.

Questionado sobre quem apoiaria, contudo, Ciro preferiu a cautela e explicou que não pode anunciar um posicionamento porque representa “um conjunto de forças”. “Eu costumo decidir as coisas assim, mas é que agora eu represento um conjunto muito grande de forças. Então eu quero anunciar por mim, o meu espírito é continuar fazendo o que eu fiz a minha vida inteira: lutar em defesa da democracia e contra o fascismo. Ele não, sem dúvida”, cravou, em referência à campanha contra Bolsonaro nas redes sociais.

Após a coletiva, Ciro disse que se encontraria com o irmão Cid Gomes, eleito senador pelo Ceará, e com o presidente do PDT, Carlos Lupi. “Vamos agora tomar uma para espalhar o sangue”.