MPRN reforça atuação no enfrentamento ao abuso sexual de crianças e adolescentes

O dia 18 de maio é dedicado ao enfrentamento ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes. Esta temática é uma constante na atuação do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), seja por meio das Promotorias de Justiça ou do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça da Infância e Juventude (Caopij).

Atualmente o MPRN vem concentrando forças no intuito de implantar centros de referência de atendimento a essas vítimas. O Caopij está envolvendo diversos atores da rede de proteção de Natal à criança e ao adolescente para construir um fluxo de serviço mais qualificado e humanizado, para evitar mais sofrimento a quem foi alvo desses crimes.

“Queremos evitar que a vítima seja revitimizada, uma vez que ela tem que peregrinar por diversos órgãos com o intuito de se colher os elementos de prova sobre aquele crime praticado”, explicou a coordenadora do Caopij, Sandra Angélica Pereira Santiago.

O trabalho já está adiantado em Parnamirim, onde a 2ª e 7ª Promotorias de Justiça já conseguiram elaborar essa dinâmica de atendimento. Em Mossoró, isso vem sendo fomentado pela 4ª Promotoria de Justiça – no ano passado, por exemplo, a unidade ministerial junto com o Caopij realizou um evento que discutiu a criação de um centro de referência voltado para a prestação desse serviço junto a esse público-alvo.