Planalto anuncia aumento do Bolsa-Família no dia 1º de maio

O presidente Michel Temer vai anunciar o segundo reajuste do Bolsa-Família na sua gestão na próxima terça-feira, 1º de maio, Dia do Trabalho.

O porcentual do aumento será definido em reunião marcada para esta quinta-feira, 26, com representantes do Planejamento e do Ministério do Desenvolvimento Social, que administra o benefício. Um reajuste para repor a inflação de 2017, de 2,95%, teria custo de R$ 1 bilhão.

O anúncio no Dia do Trabalho será usado por Temer como uma tentativa de deixar uma marca social. O último reajuste do Bolsa-Família foi de 12,5%, em 2016, logo após a posse do presidente.

O programa beneficia atualmente 13,8 milhões de famílias, com renda por pessoa entre R$ 85,01 e R$ 170 mensais, desde que tenham crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos.

Na segunda-feira, dia 23, em reunião no Planalto, Temer pediu ao Planejamento e ao MDS definição sobre o reajuste até quinta-feira.