Mais de 95 mil solicitaram isenção da taxa de inscrição do Enem 2018 no RN

O Ministério da Educação (MEC) divulgou no início da noite desta segunda-feira, 16, o número de solicitações para a isenção na taxa de inscrição para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018.

De acordo com o órgão, 95.050 solicitaram o direito de não pagar a taxa de inscrição. O Total de solicitações de concluintes do ensino médio público no estado foi de 14.460 estudantes concluintes do ensino médio em 2018, nas escolas da rede pública, um dos quatro critérios que garantem o direito à isenção. Antes, a isenção desse grupo era automática.

Em todo o país, o número chegou a 3.818.663 brasileiros. Destes, 208.588 foram participantes isentos em 2017, que faltaram aos dois dias de aplicação e precisavam justificar a ausência para ter direito a nova isenção. Dos 3,8 milhões de solicitações de isenção, 971.924 foram de estudantes concluintes do ensino médio.

Entretanto, apenas 8.486 apresentaram a documentação exigida e 200.102 declararam não possuir documentos que justificassem a ausência no exame. No Enem 2017, mais de 4,7 milhões de participantes obtiveram a isenção.

Os resultados das solicitações de isenção e das justificativas de ausência serão publicados na próxima segunda-feira, 23, na Página do Participante. Será preciso fornecer o CPF e senha para conferir o resultado. De 23 a 29 de abril, serão recebidos os pedidos de recursos referentes a esses resultados, uma novidade desta edição. Nesse período, o interessado terá a oportunidade de apresentar novos documentos, caso tenha tido a solicitação negada. A relação de documentos aceitos no caso de recursos está listada na página Enem 2018 e no Portal do Inep.

O resultado do recurso será divulgado em 6 de maio, véspera do início das inscrições. Se o recurso for negado, o interessado em fazer o Enem 2018 ainda terá a opção de fazer a inscrição e pagar a taxa de R$ 82. Todos os interessados em fazer o exame, isentos ou não, também deverão fazer a inscrição entre 7 e 18 de maio.

O Enem 2018 é o primeiro com solicitação de isenção separada da inscrição. A novidade complementa as mudanças lançadas pelo Ministério da Educação e pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) no Enem 2017, com o objetivo de evitar desperdício de recursos públicos. As últimas cinco edições do Enem juntas representaram um prejuízo de R$ 962 milhões com participantes que se inscreveram, mas não compareceram às provas. No Enem 2017, foram 2.017.253 ausentes e, dentre esses, 83,8% eram isentos. Além disso, dos 222.132 participantes que eram ausentes reincidentes, 92,78% eram isentos. O prejuízo com ausências no Enem 2017 foi de R$ 176.590.328.