Temer diz que aproveita impopularidade para adotar medidas de interesse do país

O presidente Michel Temer relativizou a importância da popularidade durante seu período na Presidência da República. Ele repetiu o que já falara em discursos anteriores sobre ter aproveitado a impopularidade de seu governo para fazer o que julga necessário para o país. E acrescentou que, às vezes, fazer o que o povo quer “leva à crucificação de Cristo”.

“Eu fiz, aproveitando a impopularidade. Muitas vezes o que o povo quer leva à crucificação de Cristo, que depois foi santificado. [Ou seja,] Leva a movimentos autoritários que nós desprezamos”. Temer citou a importância do diálogo do governo com o Congresso. Disse que governa junto com os parlamentares que, segundo ele, são os representantes da sociedade no processo de governança.