Jucurutu: Policial da reserva que matou ex-companheira foi condenado a 25 anos de prisão


O policial militar da reserva, Francisco das Chagas Dias da Silva, que matou a sua ex-esposa, Luzineide Inácio do Nascimento, em janeiro de 2020, foi condenado em julgamento popular realizado nesta quarta-feira (13), no Fórum de Jucurutu (RN). A pena foi de 25 anos e 4 meses, em regime inicialmente fechado.

O crime foi praticado em via pública, precisamente, na feira livre da cidade. Depois de matar a mulher com vários disparos de arma de fogo, o Soldado Dias, fugiu em direção a cidade de Mossoró, mas, foi preso na RN-118, já nas imediações de São Rafael (RN). Aos policiais, disse que matou a mulher porque ela era uma bruxa e tinha feito um feitiço contra ele.

O soldado Dias já estava na reserva por causa de problemas psiquiátricos. Ele está preso desde o dia do crime.