Após tiroteio, três acusados de assaltos são presos e um menor é baleado

O tiroteio que antecedeu as prisões ocorreu no fim da manhã de hoje (5)

Policiais do 1º Batalhão de Polícia Militar junto com agentes da 3ª e 4ª Delegacia de Polícia Civil prenderam três homens e apreenderam um adolescente no fim da manhã de hoje (5). Os quatro são suspeitos de assaltos em granjas no município de São José de Mipibu, na Grande Natal. Na ação, que ocorreu atrás do Instituto Maria Auxiliadora, no Tirol, houve troca de tiros e o jovem foi baleado. Foram presos Eduardo Alexsandro da Silva, 28 anos, Isaac Heleno da Cruz, 27 anos e Thiago de Oliveira do Nascimento, 18 anos.

Após trocarem tiros com a Polícia, foram presos Thiago Oliveira do Nascimento, Eduardo Alexsandro e Isaac Heleno

Ao chegarem no local da prisão, próximo a um terreno baldio, nas imediações do Auxiliadora, os presos correram para o terreno, mas não escaparam da Polícia. O adolescente foi baleado e socorrido pela Samu.

Na ação foram apreendidos celulares, armas, munições e trouxas de maconha

Depois de presos, os policiais foram até a casa de um deles, também próximo ao local do tiroteio. Lá, encontraram celulares, munição de revólver, uma cápsula de munição de 12 e um revólver 38, além de algumas trouxas de maconha.

Isaac da Cruz também é apontado pela Polícia como traficante de drogas e suspeito de homicídios em Mãe Luíza. Os três detidos negam qualquer participação em assaltos.

Rádio Cabugi do Seridó transmite ao vivo celebração da missa de Caio Leandro em Jardim do Seridó

O Blog confirma o sepultamento hoje a tarde, do garotinho Caio Leandro, 2 anos e oito meses de vida, vítima de acidente doméstico no último domingo em Jardim do Seridó.  O corpo de Caio Leandro está sendo velado na residência de seus avós Mocinha e João Fernandes, na Rua Aristófanes Fernandes, no Bairro Comissão.

A população em um gesto de solidariedade a família tem visitado com frequência o corpo da criança. “Não sei onde estamos encontrando forças para superar tudo isso. Só Deus e o carinho das pessoas para nos confortar nesse momento”, disse Adeilma, tia de Caio.

O sepultamento será na tarde de hoje terça-feira (05). Às 16 horas será celebrada uma missa na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, e após, o sepultamento no cemitério. A  Rádio Cabugi do Seridó presta sua solidariedade a família e transmite ao vivo a celebração de corpo presente.

Caso Fabiana: defesa de viúvo quer revogar prisão

Alexandre Furtado

Os advogados do empresário paulista Alexandre Furtado Paes, acusado de matar a própria esposa, a fisioculturista Fabiana Caggiano Paes, de 36 anos, morta no início deste ano em Natal, querem anular o mandado de prisão temporária que pesa contra o viúvo. O pedido de revogação de prisão foi publicado no site do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte na manhã desta terça-feira (5). O promotor Jovino Pereira, responsável pela denúncia, já adiantou ao G1 que é contra o pedido.

 O viúvo tornou-se réu no processo na semana passada, após o juiz Ricardo Procópio acatar denúncia do Ministério Público. Alexandre teve a prisão temporária decretada em 25 de janeiro pela 3ª Vara Criminal da capital potiguar. Como não foi localizado e ainda não se apresentou à polícia, passou a ser considerado foragido. Ele foi indiciado por homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de a vítima se defender) e também responde ao agravante de ter modificado a cena do crime.

De acordo com o promotor Jovino Pereira, o crime ainda tem mais um agravante pelo fato de Alexandre e Fabiana serem marido e mulher.

A defesa do empresário afirma que foi contratada pela família dele e que não sabe onde o paulista está. O mandado de 30 dias foi expedido para ser cumprido em Osasco, em São Paulo, onde Alexandre tem endereço fixo e a propriedade de uma academia de musculação. Ele nega o crime, alegando que a mulher teve um mal súbito durante o banho. Porém, exames periciais realizados no corpo da atleta indicaram que ela foi morta por asfixia mecânica (estrangulamento).

Alegando não manter qualquer contato com o viúvo, a defesa se vale de uma procuração com cláusula 'Ad judicia et extra' para pedir a revogação do mandado de prisão. Consultado pelo G1, o criminalista Flaviano Gama explicou que este tipo de procuração permite aos advogados atuarem tanto judicialmente como extra judicialmente, o que significa dizer que é possível requerer a anulação de um pedido de prisão mesmo que o cliente não tenha sido consultado.

No entendimento do advogado André Vizioli de Almeida, om dos intercessores de Alexandre, o mandado de prisão “não tem cabimento”. No dia 28 de fevereiro, ele falou com o G1 por telefone. Na ocasião, afirmou que o viúvo “não oferece perigo à sociedade, muito menos risco às testemunhas”.

O delegado Frank Albuquerque, responsável pelo inquérito, discorda do advogado. Para ele, a prisão de Alexandre é necessária. “Ele pode coagir alguém e acabar modificando alguma prova. E, segundo a mãe e a irmã de Fabiana, os irmãos dele, do Alexandre, rondaram a casa delas em Osasco”, afirmou.

MP investiga existência de grupo de extermínio na Grande Natal

O Ministério Público do Rio Grande do Norte está investigando a existência de um grupo de extermínio atuando na execução de jovens e adolescentes que tinham cometido atos infracionais. A assessoria de imprensa do MP confirmou que há um grupo de promotores de Investigação Criminal tentando elucidar as ocorrências de homicídios desta espécie na Região Metropolitana O Ministério Público está fazendo um mapeamento dos casos, os dividindo por locais de maior incidência. Há também um trabalho de levantamento das investigações já iniciadas pela Polícia Civil para apontar os possíveis autores dos assassinatos.

A investigação do MP foi aberta depois do recebimento de dados levantados pelas 1ª e 3ª varas da Criança e da Juventude de Natal. Os titulares das duas varas, os juizes José Dantas de Paiva e Homero Lechner, constataram que, somente no ano passado, 325 menores de 21 anos de idade morreram na capital potiguar. O magistrado José Dantas confirmou que deste total, 70% foram vítimas de mortes violentas. Os números levam em consideração as pessoas com até 21 anos, porque esta é a idade máxima de cumprimento de medidas socioeducativas em virtude de infrações cometidas na adolescência.

São considerados adolescentes pessoas entre 12 e 18 anos de idade, com internação máxima de três anos em locais de recuperação através de medidas socioeducativas, segundo explicou o juiz Homero Lechner. Para ele, os índices de mortalidade destes jovens não são normais. "Estão matando os adolescentes, mas quem está fazendo isso é a polícia que precisa dizer", declarou. "A maioria dos adolescentes estava ligado a algum ato infracional, cujo processo ainda estava em andamento", revelou o magistrado Homero Lechner.

Os altos índices de assassinatos só foram percebidos porque depois de solicitar novas intimações direcionadas aos adolescentes, os magistrados recebiam a informação de que o óbito do menor de idade já havia acontecido. "Isso começou a se repetir e fomos percebendo essa coincidência estranha", explicou o juiz.

O 20º homicídio

Ontem a Polícia Militar registrou mais um homicídio contra jovens com menos de 21 anos de idade. O foragido da Justiça Jonathan Campos Ferreira Barbosa, de 19 anos, foi executado na porta da residência onde morava, no bairro de Felipe Camarão, zona Oeste de Natal, . De acordo com informações da Polícia Militar, ele atingido por dois disparos de arma de fogo no tórax, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

No site do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte constam dois processos contra Jonathan Campos. Em um deles, ele foi condenado por furto qualificado e no outro era suspeito de furto. Este último tinha audiência de instrução de julgamento marcada para ontem.

O aspirante Eduardo Roberto, do 9º Batalhão da PM, contou que Jonathan Campos foi atingido pelos disparos por volta das 22h. Ele foi atender a campainha da casa onde morava com a mãe, na travessa Pai Celestial, mas, ao chegar à porta, foi surpreendido por um homem que atirou cinco vezes .

Polícia Civil prende assaltante em Eloi de Souza/RN

A Polícia Civil prendeu na madrugada de ontem segunda-feira, (04), Webson Mauricio Taveira, vulgo Pipita, ele é acusado de praticar vários assaltos na região de São Paulo do Potengi. A prisão ocorreu por força de mandado de prisão expedido pelo Juiz da comarca desta mesma cidade. Webson foi preso quando estava em um bar na zona rural de Eloi de Souza.

Na companhia de Cícero Ronaldo, vulgo Gordinho, Webson agia na zona rural de São Paulo do Potengi. Eles pegavam uma corda e a esticava nas estradas carroçais. Nesse ponto, quando as vítimas se aproximavam guiando suas respectivas motocicletas, os bandidos esticavam a corda, fazendo com que as vítimas caíssem. Em seguida rendiam as vítimas com suas armas de fogo tomando suas motocicletas.

Gordinho, parceiro de Webson, está detido desde o mês passado quando foi preso em flagrante de delito. Na ocasião de sua prisão a dupla havia tomado de assalto duas motocicletas.
 

Discussões e choro marcam primeiro dia de julgamento

O ex-goleiro de futebol chorou ontem no Fórum em que é julgado. O julgamento prossegue hoje

O julgamento do goleiro Bruno Fernandes e de sua ex-mulher Dayanne Rodrigues do Carmo começou ontem e foi marcado por pelo menos duas acaloradas discussões entre representantes da acusação, a juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues e advogados de defesa dos réus. Bruno é acusado de sequestrar e mandar matar a ex-amante Eliza Samúdio. Dayanne é processada pelo sequestro e cárcere privado do bebê que o jogador teve com a vítima. O julgamento continua hoje, no Fórum de Contagem (MG).

Desde o início dos trabalhos  ontem, no Fórum de Contagem, defensores protagonizaram bate-bocas que levaram a magistrada a interromper a sessão algumas vezes. A primeira discussão ocorreu logo no início da manhã, antes mesmo do sorteio dos jurados que compõem o conselho de sentença, quando o assistente de acusação, o advogado José Arteiro Cavalcante, acusou um dos representantes de Bruno, Lúcio Adolfo da Silva, de "desrespeito" e ambos levantaram a voz com dedos em riste.

Durante a tarde, Silva protagonizou outro atrito, desta vez com o promotor Henry Wagner Vasconcelos, que chegou a dizer que se sentiu "ameaçado" quando o advogado, no meio do depoimento de uma testemunha, afirmou que "o bicho vai pegar" no julgamento.

Outra discussão ocorreu entre a juíza e Ércio Quaresma Firpe, advogado que representava Bruno durante as investigações e que deixou o caso após aparecer em um vídeo fumando crack. Ele voltou a atuar no processo como defensor do ex-policial civil Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, que será julgado a partir de 22 de abril pela acusação de assassinato e ocultação de cadáver de Eliza. Marixa repreendeu o advogado durante a manhã por causa de pedidos que fazia e que, segundo a magistrada, não caberiam naquele momento, e durante a tarde, porque Quaresma ficava andando pelo plenário e "soprando" perguntas para serem feitas à delegada Ana Maria dos Santos.

Apesar de o julgamento estar marcado para começar às 9 horas, as discussões e uma série de questões preliminares apresentadas por acusação e defesa atrasaram o início da sessão. Apenas no fim da manhã foi definido o júri que vai julgar Bruno e Dayanne, composto por cinco mulheres e dois homens, aparentando média de idade em torno de 30 anos. Antes mesmo do sorteio dos jurados, porém, a defesa de Bruno tentou adiar novamente o julgamento.

O goleiro e sua ex-mulher já haviam se sentado no banco dos réus em novembro, quando foram julgados - e condenados - o ex-braço direito do atleta, Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, outra ex-amante do jogador, Fernanda Gomes de Castro. Uma série de manobras da defesa, porém, levou ao desmembramento do processo, que resultou no julgamento iniciado ontem.

Em uma das questões preliminares, Silva pediu novo adiamento dos trabalhos com o argumento de que há um recurso ainda a ser analisado pedindo que seja retirado dos autos o atestado de óbito de Eliza. O documento foi emitido em janeiro, por determinação de Marixa, afirmando que a vítima foi morta por asfixia no endereço de Bola.  Além do adiamento do julgamento, os advogados pediram à magistrada que determinasse a retirada do atestado do processo, mas as duas solicitações foram negadas pela juíza. A defesa deve insistir na tese de que Eliza não morreu. 

Acidente entre moto e ônibus deixa um morto em ponte

Morte aconteceu após colisão de carro com moto

Um acidente no fim da manhã de hoje (4) deixou um morto na Ponte de Igapó, no sentido Zona Norte - Centro. A vítima identificada como Luciano Gomes de Andrade, 37 anos, morreu antes mesmo de receber o socorro médico.

De acordo com informações preliminares, o acidente ocorreu quando um ônibus da empresa Reunidas e que faz a linha Santarém-Ribeira colidiu com a parte traseira da motocicleta Honda CG de placa MVH-4636, que cruzava as faixas. Após a colisão, o motociclista caiu e foi atropelado pelo ônibus, morrendo na hora.

Motoqueiro morreu após colidir contra carro na ponte de Igapó

Em virtude do acidente a faixa da direita da ponta encontra-se interditada causando um longo congestionamento que vai até o Atacadão da João Medeiros Filho.

Delegado dá início às investigações sobre duplo homicídio em Goianinha

Manoel Gomes Teixeira Neto é filho de Wober de Souza Teixeira, vereador em Espírito Santo

O delegado responsável pela Delegacia de Goianinha ainda não começou a ouvir as testemunhas sobre o caso de duplo homicídio ocorrido por volta das 23h desse sábado, entre os municípios de Espírito Santo e Goianinha. Segundo o chefe de investigação da delegacia, Renato Dias, o delegado realizou as primeiras diligências na manhã de hoje (4) e deve começar a intimar os envolvidos para depor também nesta segunda-feira.

De acordo com Dias, o delegado Wellington Segundo confirma a informação de que duas mulheres, uma loira e uma morena, estão envolvidas na morte de Manoel Gomes Teixeira Neto e José Costa de Lima Júnior, 20 e 21 anos respectivamente.

Renato Dias afirma também que a linha de investigação se mantém numa suposta execução. Em relação as mulheres, acredita-se ainda que elas não residem no município de Espírito Santo, porque eram desconhecidas das testemunhas e o veículo no qual teriam saído do bar onde bebiam anteriormente ainda não foi encontrado. O corpo dos jovens foi encontrado em uma estrada entre Goianinha e a cidade a qual bebiam antes do crime.

Duas agências dos Correios do interior do RN são assaltadas

Nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (4) as agências dos Correios de São Rafael, município a 216 quilômetros de Natal; e de Parazinho, distante 116 quilômetros da capital potiguar, foram assaltadas. A informação é do Comando do Policiamento do Interior do Rio Grande do Norte (CPI).

 De acordo com o sargento Ciro, do CPI, o assalto em Parazinho aconteceu por volta das 8h40. "Dois homens chegaram à agência em uma moto escura. Eles entraram na agência usando capacete e anunciaram o assalto. Após a ação, eles fugiram em direção ao municpío de Boa Saúde", informou. Ainda segundo informações do CPI, os assaltantes levaram o dinheiro que estava no caixa, mas a quantia não foi informada à PM. O CPI informou ainda que a guarnição da Polícia Militar de Touros e João Câmara está em diligências na região para tentar encontrar os suspeitos.

Já o assalto em São Rafael aconteceu por volta das 10h. De acordo com o cabo Vicente Freire, do 10º Batalhão da PM, três homens chegaram a pé, entraram na agência e anunciaram o assalto. "Segundo informações de populares, os homens chegaram e saíram a pé, mas um veículo Palio foi visto nas proximidades e, provavelmente, deu fuga aos assaltantes", disse o cabo.

Ainda de acordo com informações da PM, os assaltantes levaram todo o dinheiro que estava nos caixas da agência. Os criminosos conseguiram fugir.

Triste Notícia: Caio garoto jardinense acaba de falecer em Natal

Ao amigo João Leandro, Wilde e Karla Madeiros força em DEUS

Acabo de receber a triste notícia do falecimento do garoto Caio Leandro de 2 anos e oito meses que foi vítima ontem domingo (3), de um acidente doméstico na residência dos pais João Leandro e Wilde.

Caio chegou a ser socorrido com vida para o hospital Dr Ruy Mariz em Jardim e após receber os primeiros socorros foi transferido para o Walfredo Gurgel em Natal onde permanecia até a tarde de hoje na UTI Pediátrica do hospital em estado grave. Muito valente o garotinho lutou pela vida mais de 24 horas após o acidente.

Os amigos jardinenses em um gesto de solidariedade fizeram uma verdadeira corrente de orações na internet desde ontem.

Aos familiares o conforto necessário nesse momento difícil.

VÁ EM PAZ ANJINHO. JARDIM DO SERIDÓ DE LUTO

PM de Caicó apreende material que poderia ser usado em arrombamento de instituição financeira

Material apreendido no centro de Caicó pela Polícia Militar

Policiais militares de Caicó, apreenderam na manhã desta segunda-feira, (04), um material que é supostamente é usado em arrombamento de estabelecimentos financeiros. Uma denúncia anônima levou os policiais ao prédio onde estava o material.

Uma equipe do 6º BPM montou campana por 24 horas nas imediações do local onde estava os equipamentos na Avenida Seridó, e na manhã desta segunda-feira, como ninguém veio buscar eles resolveram apreender.

Um corda, um capuz, uma furadeira manual, luvas, joelheiras, entre outros equipamentos compunham o material.

O Major PM Walmery Costa, disse em entrevista na Rádio Caicó AM, que sua equipe recebeu denúncia anônima e ao checar constataram a veracidade.

“Nós estamos realizando há várias semanas operações na cidade com as guarnições policiais para evitar ações criminosas, mas, recebemos o informe de que esse material estaria abandonado, fomos averiguar e constatamos. Nós encaminhamos para a Polícia Civil e continuamos trabalhando para evitar essas ações de quadrilhas que se especializam cada vez mais em arrombamentos de caixas eletrônicos e agências bancárias“, disse.

Fonte: Sidney Silva

Informação sobre o estado de saúde da criancinha vítima de acidente doméstico em Jardim do Seridó

Caio é essa crainça linda com a sua irmã na foto

Acabamos de receber a informação repassada por uma profissional de saúde do hospital Walfredo Gurgel em Natal sobre o atual estado de saúde da criança Caio Leandro. O pequeno continua entubado na UTI Pediátrica do hospital e os médicos aguardam uma evolução do quadro de saúde, que segundo a informação, continua grave.

No facebook, amigos e familiares de Caio pedem oração em prol da saúde e recuperação da linda criança.

O CASO:

O pequeno Caio Leandro de apenas 2 anos e oito meses de vida, foi vítima de um acidente doméstico ontem domingo (3), por volta das 13 horas. Caio estava em casa com os pais, quando se pendurou na estante da sala, derrubando uma TV por cima dele.

A criança foi socorrida para o hospital local e imediatamente transferida para o Hospital Walfredo Gurgel em Natal, onde deu entrada em estado grave, já que com a pancada da televisão, ele teve a cabeça bastante machucada.

Policiais civis do Deicor prendem suspeitos de tentar arrombar caixa eletrônico

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), prenderam em flagrante no último sábado (02), três integrantes de uma quadrilha que tentava arrombar um caixa eletrônico localizado no prédio da Prefeitura de Macaíba.

Na ação foram capturados Israel Gustavo da Silva, vulgo “Churrasquinho”, 24 anos, Erivan Silva da Rocha, o “Moréia”, de 47 anos, e Denes da Silva, mais conhecido pelos apelidos de “Careca” e “coroa”, de 40 anos. A prisão do grupo aconteceu após uma denúncia dando conta de que uma quadrilha armada composta por pelos menos oito elementos realizaria o arrombamento do Caixa Eletrônico do Banco do Brasil que se encontrava no interior da Prefeitura do referido município.

Equipes da Deicor efetuaram diligências na área onde perceberam a movimentação dos assaltantes, mas ao realizar abordagem, os criminosos conseguiram fugir. Cinco deles tinham conseguido adentrar no local antes da chegada da Polícia Civil e rendido dois vigilantes do prédio que obrigaram os funcionários a deitar no chão, roubaram dinheiro e telefone celular, junto com a chave de um veículo Fiat Uno pertencente a um deles.

Após a fuga, os policiais civis passaram a perseguir os veículos que estariam dando cobertura à quadrilha do lado de fora do prédio. Os três suspeitos foram alcançados e presos pela Polícia Civil na altura do Conjunto Cidade Verde, em Nova Parnamirim.

Israel Gustavo e Erivan faziam a vigilância da área informando ao restante sobre a movimentação de viaturas na localidade. Eles estavam num veículo do tipo Fiat Montana, cor branca, placa NOA-9771. Denes da Silva também fazia a cobertura do local, sempre circulando o prédio num automóvel Celta, cor de prata, placas HIM 5605. Com eles foram apreendidos ainda ferramentas e cilindros de gás.

O trio foi autuado por roubo qualificado e formação de quadrilha. Após o flagrante, a Polícia Militar encontrou o automóvel que foi visto fugindo na cena do crime, um Vitara de cor prata na praia de Pium, dirigido por Vitor Alexandro Siqueira, de 24 anos, que também foi detido suspeito de fazer parte do grupo.

Suspeito de sequestros relâmpagos no RN é preso com arma falsa

Veículos roubados pelo suspeito durante os sequestros foram recuperados pela PM

Policiais Militares da Força Tática do Rio Grande do Norte prenderam, na noite deste último sábado (2),  um jovem de 29 anos, natural de Nilópolis, cidade do Rio de Janeiro, suspeito de realizar sequestros relâmpagos em Mossoró, município da região Oeste potiguar. Segundo a PM, antes de ser detido, o suspeito cometeu dois crimes.

Ainda de acordo com a PM, o primeiro assalto seguido de sequestro aconteceu próximo ao supermercado Hiper Bompreço, quando uma assistente social teve seu veículo, um Logan de cor vermelha, tomado pelo rapaz. A mulher foi rendida e obrigada a dirigir o carro. Depois de percorrer várias ruas de Mossoró com a refém, e dela roubar vários pertences, o carioca a libertou e seguiu utilizando o veículo em buscas de novos assaltos.

 Arma falsa usada pelos suspeito durante os crimes

A polícia informou que o suspeito abandonou o Logan nas imediações da praça do Rotary, no bairro Nova Betânia. Depois, ele abordou uma jovem universitária que estava com seu carro, um Fiat Palio, parado no semáforo. “O sequestrador entrou no carro com uma pistola falsa em punho e saiu em disparada dirigindo o veículo levando a universitária como refém”, contou a capitã Geórgia Câmara, da assessoria de imprensa da PM.

Este segundo sequestro relâmpago, de acordo com a capitã, foi presenciado por uma amiga da vítima, que estava em outro veículo. “Esta amiga aproveitou a passagem de uma guarnição da Força Tática, chamou a viatura e contou o que havia acontecido. Foi quando iniciou-se uma perseguição em busca do suspeito”, acrescentou Geórgia.

Localizado o suspeito, os policiais passaram a efetuar disparos de advertência, mas o mesmo não obedeceu e continuou em fuga. Após cerca de dez minutos de perseguição, o carioca libertou a refém, jogou a arma no chão e se rendeu.

O suspeito foi preso em flagrante e conduzido à Delegacia de Plantão de Mossoró, onde foi apresentado ao delegado Caetano Balmam para os procedimentos cabíveis.

Homem preso acusado de assalto em São Fernando/RN pode ter ligações com o PCC

Ary Muniz está preso na cidade de Catolé do Rocha

O homem preso na semana passada no estado da Paraíba, não é suspeito de matar o agente penitenciário federal assassinado em Mossoró, em 2012. A Polícia Federal, descobriu durante a investigação que Ari Muniz da Silva, de 33 anos, era foragido de diversos presídios, inclusive de São Paulo, estava residindo no Sertão paraibano. Os federais passaram as coordenadas para as polícias Civil e Militar, que efetuaram a prisão. A investigação da morte do agente penitenciário continua.

A prisão de Ari Muniz, aconteceu na manhã de quinta-feira, (28), por volta das 10 horas, na rodovia que liga os municípios de São Bento/PB a Paulista/PB. Ele é natural de Pombal/PB, e já cumpriu pena em Mossoró/RN e São Paulo/SP, tendo, inclusive fugido.

Informações extra-oficiais dão conta que Ari Muniz, tem ligações com o Primeiro Comando da Capital – PCC.

Quando foi preso na Paraíba, Muniz usava nome falso. Ele estava morando na cidade de São Bento. Quando foi abordado, estava conduzindo um veículo Fiat Strada de cor vermelha e placas EVP-6297/Guarulhos/SP. Quando os policiais pediram o documentos ele apresentou identidade em nome Rogério Almeida de Albuquerque.

Depois de ser autuado por falsidade ideológica, o preso foi levado ao presídio de Catolé do Rocha/PB, onde fica a disposição da Justiça.

São Fernando

Os policiais que estavam na diligência acabaram descobrindo que Ari Muniz, esteve diretamente ligado ao assalto dos Correios da cidade de São Fernando/RN, ocorrido na semana passada. Na ação delituosa foi usado uma Fiat Strada de cor vermelha.

Contra ele, existem vários mandados de prisão. Os federais estão investigando a sua participação em uma numerosa quadrilha que atua na região Nordeste. Os mandados de prisão contra o foragido são oriundos dos estados de São Paulo, Rio Grande do Norte e Paraíba.

Catolé do Rocha: Juízas ameaçadas de morte têm segurança redobrada

Ameaças de morte recebidas por duas juízas da comarca de Catolé do Rocha (município do no Sertão do Estado, a 433,7 quilômetros de João Pessoa) levaram o presidente da Comissão de Segurança do Poder Judiciário, desembargador Joás de Brito Pereira Filho, a por em prática um plano de segurança para assegurar a integridade física das magistradas.“Na semana passada, nos reunimos com o comandante da Polícia Militar e todas as providências estão sendo tomadas“, revelou Joás de Brito.

As juízas ameaçadas, Andreia Matos Teixeira e Candice Queiroga de Castro Gomes, foram designadas à Comarca de Catolé do Rocha, no fim do ano passado.

Entre as ações do Tribunal de Justiça da Paraíba para garantir a segurança dos magistrados paraibanos, está uma rigorosa fiscalização nas entradas dos fóruns, inclusive com detectores de metal. “O ideal é que todas comarcas tenham um plano de segurança mínimo”, observou o desembargador.

Ele acrescentou que é preciso ser implantada uma política permanente de segurança, a exemplo dos tribunais superiores. “É necessário que pessoas especializadas e treinadas estejam envolvidas nesse processo“, disse.

Os juízes receberam da Comissão de Segurança do Poder Judiciário, determinada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), todos os endereços eletrônicos e números de telefone de cada um dos seus integrantes, que podem ser acionados em caso de urgência a aualquer hora do dia. “Qualquer magistrado que se sinta ameaçado pode acionar nossa equipe, vinte quatro horas por dia“, assegurou.

A Comissão de Segurança do Poder Judiciário trabalha em parceria com a Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social e a Polícia Militar.

Rixa entre famílias

Há cerca de dois anos, na região de Catolé do Rocha, após a prisão de vários acusados de crimes relacionados a rixa entre famílias, através da operação ‘Laços de Sangue’, os três juízes que faziam parte da Comarca pediram transferência para outros municípios, temendo por suas vidas após ameaças anônimas, feitas geralmente por telefone.

A comarca de Catolé do Rocha ficou sem magistrados e, para resolver o problema temporariamente, foi implantado um sistema de rodízio. O Tribunal de Justiça também implantou um mutirão para julgamento das ações que tramitam na comarca contra os acusados de crimes contra a pressoa. Esse mutirão é feito por magistrados de comarcas vizinhas.

Mesmo assim, as ameaças não pararam. Os juízes designados para trabalhar em regime de mutirão também receberam ameaças dessas quadrilhas. Três desses magistrados deixaram de trabalhar na cidade, apesar das garantias apresentadas pelo Tribunal de Justiça.

No fim ano passado, as duas juízas foram designadas para Catolé do Rocha e novas prisões aconteceram. Desta vez através da operação ‘Paz’, desencadeada pelas Polícia Civil da Paraíba e pelo Grupo de Ações Táticas Especiais. Seis pessoas foram presas.

A operação ‘Paz’, com o mesmo objetivo da operação ‘Laços de Sangue’, desbaratou uma quadrilha envolvida com pistolagem. As desavenças familiares foram responsáveis, segundo dados da Polícia, pela morte de mais de 100 pessoas nos últimos 40 anos.

Também fazem parte da Comissão de Segurança do Poder Judiciário os desembargadores Carlos Martins Beltrão Filho e João Benedito da Silva, o presidente da Associação dos Magistrados da Paraíba (AMPB), Franca e Horácio de Melo, e os juízes Ricardo Vital de Almeida e Carlos Neves da Franca.

Instalada em novembro de 2012, através da Resolução nº 85, a Comissão de Segurança atende a uma determinação do Conselho Nacional de Justiça.

Popular é baleado por engano em emboscada para matar menor em Caicó

Dois homens em uma moto efetuaram disparos de arma de fogo na tarde de ontem domingo, (03), por volta das 15 horas, com o objetivo de matar um jovem, menor de idade, no Bairro Walfredo Gurgel. Os tiros não atingiram o alvo, mas, um popular que passa no local acabou sendo baleado.

O produtor rural, José Maria do Nascimento, de 56 anos, residente no Sítio Encampinado, em Timbaúba dos Batista, foi atingido em uma das pernas. Ele contou que estava procurando um moto-taxi para ir a zona rural, quando ouviu os tiros e percebeu que foi baleado.

Os bandidos usavam uma moto Fan de cor preta. Eles fugiram em direção a saída para Jardim de Piranhas.

A investigação da Polícia aponta que os os envolvidos com os tiros são menores e que se trata de acerto, por causa de dívidas, ou espaços do comércio de drogas na região da zona oeste de Caicó.

Fonte: Sidney Silva

Ex-goleiro Bruno vai a júri popular hoje

O ex-goleiro Bruno é acusado de matar a ex-amante Eliza Samúdio

O ex-goleiro Bruno, acusado de matar a modelo Eliza Samúdio em junho de 2010, será levado a júri popular hoje (4), juntamente com a sua ex-mulher Dayane Rodrigues. Ele está preso desde de 2010 em um penitenciária na região metropolitana de Belo Horizonte, a mesma em que o comparsa de Bruno, Macarrão, está preso. O júri será no Fórum da cidade de Contagem, na região da Grande Belo Horizonte.

O advogado de Bruno, Lúcio Adolfo, disse que o atleta está "ansioso, mas tranquilo e confiante" para o júri popular. Quando questionado se Bruno está preocupado com o julgamento, o advogado afirmou que não. "Mas a situação é toda preocupante", completou.

Outras pessoas envolvidas no crime ainda serão julgadas. O ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, será julgado em 22 de abril e Wemerson Marques, o Coxinha, e Elenilson Vitor da Silva, no dia 15 de maio. O Macarrão já foi condenado a 15 anos de prisão e a ex-namorada do goleiro, Fernanda Gomes de Castro, a cinco anos de prisão em regime aberto.

BOA ESPORTE

O Boa Esporte, clube da Série B do Campeonato Brasileiro e da 1ª divisão do Campeonato Mineiro, sediado em Varginha, anunciou, através de seu site oficial, que está negociando com o goleiro Bruno, ex-Flamengo. De acordo com nota oficial postada na página do clube, as negociações com o ex-jogador do Flamengo começaram a ser conduzidas pelo advogado do atleta, Tiago Lenoir.

O clube esclareceu posteriormente em nota que o negócio só deve avançar se o jogador tiver plenos direitos de ir e vir para acompanhar o clube em todas as viagens. O contrato com o Flamengo se encerrou no começo de janeiro de 2013 e o jogador agora pode se vincular a qualquer outra equipe, desde que não seja condenado.

Parentes de universitários mortos no RN suspeitam de duas mulheres

Local onde as mulheres foram vistas e o crime aconteceu

A mãe de Manoel Gomes Teixeira Neto - um dos estudantes universitários assassinados a tiros na madrugada deste domingo (3) - acredita que duas mulheres podem estar envolvidas no crime. “Meu filho e o outro rapaz saíram de carro atrás destas mulheres, que estavam de moto”, disse Marilene Carvalho Teixeira. Manoel também é filho do vereador Wober de Souza Teixeira (DEM), eleito em Espírito Santo, município da região litorânea do Rio Grande do Norte.

 Os corpos de Manoel Gomes, de 20 anos, e do também universitário José Costa de Lima Júnior, de 21, que é filho de um subtenente aposentado da PM, foram encontrados com perfurações de tiros na beira de uma estrada conhecida como 'Fava Seca', que fica entre os municípios de Espírito Santo e Goianinha, a pouco mais de 50 quilômetros de Natal. Cada um levou um tiro na cabeça. O carro em que os rapazes estavam, um Fiat Uno de cor vinho, ainda não foi encontrado.

O G1 conversou com a mãe de Manoel na frente do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep), em Natal, onde ela aguardava pela liberação do corpo. Marilene contou que na noite do sábado (2) estava com o marido, o vereador Wober, e os dois rapazes em um bar na cidade de Espírito Santo, onde residem. “Não fiquei mais que dez minutos com eles. Fui embora e meu marido ficou com os dois”, afirmou. Ainda segundo ela, antes de ir embora, duas moças chegaram numa motocicleta e foram direto para a mesa onde eles estavam. “Nunca tinha visto elas antes. Ouvi elas dizerem que eram de Jundiá”, recordou.

Depois de ir embora, Marilene contou que o marido deixou os rapazes acompanhados das duas mulheres e também foi embora, já por volta das 22h. Uma sobrinha de Marilene, que também foi ao Itep, confirmou a versão da tia. “As duas mulheres saíram numa moto e os dois foram de carro, atrás delas”, disse Amélia Teixeira, prima de Manoel.

A PM confirmou que realiza diligências na tentativa de localizar as duas suspeitas. Até o momento, no entanto, elas não foram encontradas.

Familiares de Manoel confirmaram que ele estudava Matemática na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). "Na próxima semana ele iria ingressar na Marinha", disse Marilene Carvalho Teixeira, mãe do rapaz. Já José Costa, estudava Fisioterapia, afirmou um tio que preferiu não se identificar.  

Filhos de vereador e de subtenente da PM são executados

José Costa e Manoel Gomes

Dois jovens universitários foram executados a tiros na madrugada de hoje domingo (3) na beira de uma estrada entre os municípios de Espírito Santo e Goianinha, a pouco mais de 50 quilômetros de Natal. Uma das vítimas, Manoel Gomes Teixeira Neto, de 20 anos, segundo a Polícia Militar, é filho do vereador Wober de Souza Teixeira (DEM), eleito em Espírito Santo.  O outro rapaz assassinado chama-se José Costa de Lima Júnior, de 21 anos, filho de um subtenente aposentado da PM, cujo nome não foi divulgado.

 “Os corpos foram encontrados na beira da estrada. Cada um levou um tiro na cabeça”, afirmou o capitão Fábio Sandrine, comandante do policiamento ostensivo de Goianinha. Ainda de acordo com o oficial, informações preliminares dão conta de que os dois rapazes saíram de Espírito Santo em um Fiat Uno. O carro não foi encontrado.

“Se foi latrocínio ainda não sabemos. Só posso afirmar que eles foram executados. Tiros na cabeça são características claras de execução”, disse Sandrine. “A polícia foi chamada ao local por moradores da região, que encontraram os corpos estirados na beira da pista. Mas ninguém tem informações sobre os assassinos”, acrescentou.

 A PM também suspeita de emboscada. Ainda segundo o capitão, existe a possibilidade de os criminosos terem chamado os rapazes até o local do crime, por razões ainda desconhecidas, e lá terem assassinado os dois.

Os corpos de Manoel e José Costa foram levados ao Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) em Natal. Familiares se encontram na sede do órgão, onde providenciam a liberação para velório e sepultamento.

Familiares de Manoel confirmaram que ele estudava Matemática na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). "Na próxima semana ele iria ingressar na Marinha", disse  Marilene Carvalho Teixeira, mãe do rapaz. Já José Costa, estudava Fisioterapia, afirmou um tio que preferiu não se identificar.