Grêmio insiste na bola aérea, erra pontaria e vira presa fácil para ficar à beira do Z-4

Precisando vencer no Brasileirão, o Grêmio se viu contra a parede dentro de casa ao perder para o Sport na noite de quinta-feira, pela 7ª rodada. O Tricolor mais uma vez se fez valer de um repertório ofensivo mal sucedido e abusou dos cruzamentos – equivocados – para a área. A pontaria voltou a falhar ao passo que a zona de rebaixamento é logo ali.

A derrota por 2 a 1 na Arena apresentou algumas carências do time, que, quando pressionado para buscar o resultado, recorreu aos laterais e pontas para que alçassem bolas na área em profusão. Só que o Tricolor acertou apenas 14 de 48 cruzamentos, conforme dados do Sofascore.

A má jornada também se explica pelo pecado nas finalizações. Apenas 51% dos chutes dados pelo Grêmio foram ao gol. O nervosismo de quem perdia por 2 a 0 até os 30 minutos da etapa final resultou em mais passes errados que o adversário.

– Uma equipe com 31 oportunidades, se não tem repertório, o que é repertório? A equipe que tem três ou quatro chances por partida? Infelizmente, nossos jogadores não estavam em uma noite feliz para fazer os gols – questionou Renato na entrevista coletiva.