Defensoria Pública da União entra com ação na Justiça pelo adiamento do Enem


A Defensoria Pública da União entrou com uma ação na Justiça Federal de São Paulo nesta sexta-feira (8) por meio da qual pede o adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), marcado para os dias 17 e 24 de janeiro. O motivo seria o avanço da pandemia no Brasil. Mais de 5,7 milhões de candidatos são esperados para as prova.

Temos agora uma prova agendada exatamente no pico da segunda onda de infecções, sem que haja clareza sobre as providências adotadas para evitar-se a contaminação dos participantes da prova, estudantes e funcionários que a aplicarão“, escreveu o defensor João Paulo Dorini.