Câmara lança ferramenta para checagem de notícias falsas

A Câmara dos Deputados lançou nessa quarta-feira (25) uma ferramenta para checagem de notícias falsas. O projeto, batizado de Comprove, vai receber demandas de cidadãos e parlamentares, apurar e apresentar uma versão sobre fatos relacionados à Casa e seus integrantes. O recurso foi apresentado no seminário Fake News, Redes Sociais e Democracia, realizado em parceria com os institutos E se fosse você? e Palavra Aberta.

Por meio de um número de WhatsApp, cidadãos poderão encaminhar dúvidas ou conteúdos para verificar a veracidade das informações. A equipe que abastece a ferramenta ficará encarregada de conferir a autenticidade e responder a demanda, classificando o material como fato, falso ou impreciso.


Globo determina que Luciano Huck não voltará a emissora se for candidato a presidência

Luciano Huck, apresentador do “Caldeirão”, da Rede Globo, poderá não voltar a emissora a qual trabalha há 19 anos caso se torne candidato na próxima eleição presidencial marcada para 2022. De acordo com um comunicado da emissora enviado ao jornalista Tales Faria, do UOL, se Huck optar pela vida política ele irá ferir uma das regras que compõe os princípios editoriais da emissora.

"Diante das especulações de que seria candidato, a Globo o procurou para saber se de fato ele concorreria à Presidência  e enfatizar que, se assim fosse, teria de se submeter às regras da emissora, segundo as quais a vida político-partidária é incompatível com a permanência nos quadros da Globo, mesmo depois do processo eleitoral. Tais regras estão em vigor e são válidas para todos os talentos da emissora. E visam a resguardar a postura de completa isenção da Globo. Na conversa, como a emissora esperava, Luciano Huck foi franco, correto e aderente às regras mencionadas", informou a Globo em nota.

O desejo de entrar para a política e pleitear o cargo máximo do Executivo se tornou pauta na vida de Huck no período pré-eleitoral da última eleição presidencial. Como relembrou o portal Caras, ao anunciar a possibilidade de concorrer ao cargo, Luciano sofreu diversas críticas e acabou desistindo pela candidatura. Huck e Angélica chegaram, inclusive, a participar do “Domingão do Faustão”, para esclarecer que não iria se tornar candidato em 2018.


Maioria no STF aprova tese que pode anular condenações da Lava-Jato

O plenário do STF (Supremo Tribunal Federal) voltou a julgar o recurso que pode anular sentenças da Lava Jato e afetar uma das condenações do ex-presidente Lula na tarde desta quinta-feira (26) e a Lava Jato sofreu uma derrota. O STF formou maioria de 6 a 3 a favor da tese que pode anular sentenças da operação.

Os ministros Edson Fachin, Luís Roberto Barroso e Luiz Fux afirmaram que não há prejuízo ao réu se delatores e delatados apresentam suas alegações finais ao mesmo tempo e rejeitaram revisar condenações que seguiram esse rito.

Alexandre de Moraes, Rosa Weber, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Celso de Mello fizeram um embate e defenderam em seus votos que o rito em questão configura prejuízo ao réu por ir contra o direito à ampla defesa e ao contraditório.

Com relação a validade da tese no caso concreto julgado nesta quinta, no entanto, o placar é de 5 a 4 a favor da anulação da condenação do ex-gerente da Petrobras Marcio de Almeida Ferreira. Concederam o habeas corpus Moraes, Weber, Lewandowski, Gilmar e Celso. Votaram contra o pedido Fachin, Barroso, Fux e Cármen.

O plenário suspendeu a sessão e não formou entendimento para o alcance que a sentença vai atingir que vai ser retomado na próxima quarta-feira (2).


Senado aprova e uso de maconha medicinal vira projeto de lei

A Comissão de Direitos Humanos do Senado aprovou uma sugestão legislativa que propõe norma legal para maconha medicinal nesta quinta-feira, 26. Agora, a matéria passará a tramitar no Senado como um projeto de lei.

A proposta é de 2016 e cobra a criação de uma legislação padronizada para a maconha e para o cânhamo industrial produzidos com finalidade terapêutica. Até ontem, uma enquete no site do Senado sobre a sugestão legislativa proposta pela Rede Brasileira de Redução de Danos e Direitos Humanos (REDUC) contava com 2.730 votos a favor e 300 contrários.

O uso medicinal da maconha já é realidade em países da Europa e nos Estados Unidos. Por aqui, famílias que precisam importar substâncias como canabidiol ainda são obrigadas a importá-la a altos custos.

A sugestão que será analisada hoje pressupõe um caminho para que o estado seja encarregado de plantar a erva e distribuir os medicamentos.


Mais de 400 pessoas esperam por transplante de córnea e renal no RN

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (SESAP) aponta que 409 pessoas no Rio Grande do Norte esperam por um transplante de córnea e renal. No primeiro são 214 pessoas e no segundo 195 na lista.

Segundo a pasta, o renal vem obtendo desempenho cada vez mais expressivo. No primeiro semestre de 2019 o RN já realizou mais transplantes renais do que no ano passado inteiro. Em 2018 foram realizados 47 transplantes renais no RN. De janeiro a junho de 2019 já foram realizados 58 transplantes renais.

O Estado registrou no primeiro trimestre deste ano, 18,4 doadores efetivos por milhão de população (pmp), acima da média nacional que está em 16,8 doadores pmp, deixando o RN em oitavo lugar no Brasil, em doação de órgãos.


Ministro diz que Enem terá como foco conhecimentos objetivos

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano terá como foco conhecimentos objetivos. Segundo o ministro da Educação, Abraham Weintraub, a preocupação do Ministério da Educação (MEC) será selecionar os melhores alunos para ocupar as vagas no ensino superior.

“Não vai cair ideologia, a gente quer saber de conhecimento científico, técnico, de capacidade de leitura, de fazer contas, de conhecimentos objetivos”, afirmou o ministro que participou ontem (24) do programa Brasil em Pauta, da TV Brasil, da EBC.

Ele acrescentou que o interesse do MEC é “simplesmente selecionar as melhores pessoas para ocupar as vagas nas faculdades. A nossa preocupação é mérito, só”.

Após polêmica envolvendo questões do Enem no ano passado, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), vinculado ao Ministério da Educação, criou, no início deste ano, um grupo responsável por “identificar abordagens controversas com teor ofensivo a segmentos e grupos sociais, símbolos, tradições e costumes nacionais” e, com base nessa análise, recomendar que tais itens não fossem usados na montagem do Enem 2019.

O ministro ressaltou, na entrevista, que a aplicação do exame este ano está garantida.


RN bate recorde de empregos em agosto com saldo de 3,7 mil vagas

Pela terceira vez no ano, o Rio Grande do Norte encerrou um mês com saldo positivo na geração de empregos no mercado formal. Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta quarta-feira, 25, pelo Ministério da Economia, o Estado registrou em agosto um saldo positivo de mais de 3,7 mil vagas de trabalho.

O número é recorde no ano – superando, portanto, os saldos positivos notados em junho e julho. No mês passado, de acordo com o Caged, foram 15.264 admissões contra 11.525 demissões, totalizando um saldo de 3.739 empregos.

Em todo o País, a expansão em agosto foi de 121,3 mil vagas, decorrente de 1.382.407 admissões e de 1.261.020 desligamentos. O resultado de agosto, o quinto resultado positivo de 2019, é equivalente à variação de 0,31% em relação ao estoque no mês anterior. Foi o melhor agosto no Caged desde 2013.

No Rio Grande do Norte, o saldo positivo foi puxado principalmente pela agricultura. O setor foi responsável pela expansão de 2.551 vagas no mercado formal, seguido pela indústria de transformação, que apresentou um saldo de 1.046 vagas.

Além desses segmentos, tiveram saldo positivo – embora mais modestos – a construção civil (122), o setor de serviços (17), serviços industriais de utilidade pública (10), extração mineral (9) e a administração pública (8). O único setor que teve saldo negativo foi o comércio, com -24 vagas.

Com o resultado de agosto, o acumulado do ano no Rio Grande do Norte melhorou. O saldo continua negativo em 2019, mas agora é de 642 vagas, resultante de 99.674 demissões contra 99.032 contratações. Em doze meses (de agosto de 2018 a agosto deste ano), o saldo é positivo em 3.201 vagas.

Segundo o Caged, todas as cinco regiões do Brasil apresentaram saldo de emprego positivo em agosto: Sudeste (51.382 postos, com variação positiva de 0,25%); Nordeste (34.697, 0,55%); Sul (13.267, 0,18%); Centro-Oeste (11.431, 0,35%) e Norte (10.610, 0,59%). Das 27 unidades federativas, 25 tiveram saldo positivo. Os maiores saldos foram registrados em São Paulo (33.298 postos, 0,27% de variação positiva), Rio de Janeiro (11.810, 0,36%) e Pernambuco (10.431, 0,85%).

Para o conjunto do território nacional, o salário médio de admissão em agosto de 2019 foi de R$1.619,45 e o salário médio de desligamento, de R$ 1.769,59.

Em termos reais (mediante deflacionamento pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor – INPC) houve aumento de 0,44% no salário de admissão e 0,09% no salário de desligamento em comparação ao mês anterior. Em relação ao mesmo mês do ano anterior foi registrado crescimento de 1,97% para o salário médio de admissão e de 1,02% para o salário de desligamento.


Senador Styvenson alerta para casos de suicídios entre policiais

O senador potiguar Styvenson Valentim (Podemos) fez um alerta para a ocorrência de suicídios e automutilações de policiais civis e militares.

Ele contou que o Fórum Brasileiro de Segurança Pública mostrou que, em 2018, houve 104 casos de suicídios entre policiais.

“Por ser capitão da PM, eu convivi com uma classe que não procura ajuda para não parecer fraca. A gente precisa achar essas pessoas. Se formos esperar eles procurarem o serviço, vamos perder muito tempo e eles podem perder a vida”, observou o senador.

Por Agora RN


Caixa anuncia R$ 700 mi disponíveis para Governo tocar obras no RN

A superintendência da Caixa Econômica Federal (CEF) informou à governadora Fátima Bezerra, em reunião realizada com equipe multidisciplinar do banco estatal e alguns gestores estaduais, que dispõe de R$ 700 milhões para investir em projetos que visem melhorar a qualidade de vida da população do Rio Grande do Norte. “Esta é a oportunidade que teremos para destravar diversas obras importantes, como o Pro-Transporte, que está parado e é muito importante para a mobilidade urbana na zona Norte onde residem cerca de 400 mil pessoas”, disse a chefe do Executivo estadual.

Para dar continuidade ao diálogo com a CEF, ela será recebida em Brasília na sede do banco, no início de outubro.  Os recursos são oriundos da linha de crédito Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), produto lançado pela CAIXA em 2012 para facilitar e ampliar a concessão de crédito para obras de saneamento ambiental, transporte e logística e energia. A governadora definiu que será instituído um Grupo de Trabalho para analisar como os recursos serão investidos. A sugestão foi muito bem aceita pela diretoria da CEF.

“Estamos ampliando nossas atividades aqui no Rio Grande do Norte através do projeto Caixa + Brasil. Uma vez definida a aplicação desses recursos, eu asseguro que o seu legado enquanto governadora e a ação da Caixa só existirão com obras entregues”, disse o superintendente no RN, Marcus Vinícius do Nascimento.

A superintendente nacional de rede executiva de governo, Taís Lanutti, informou que a presença da equipe multidisciplinar à reunião, com gestores de Brasília e do RN, revela o quanto o Rio Grande do Norte é estratégico e importante para o banco. “O que estamos iniciando aqui, que é o planejamento das ações, torna mais eficiente o uso dos recursos e facilita o processo como um todo”, expôs.


Walter Alves é titular em comissão que debate superendividamento do consumidor

O deputado federal Walter Alves (MDB-RN) foi designado membro titular da Comissão Especial, na Câmara dos Deputados, que debate o Projeto de Lei (PL 3515/2015), do Senado Federal. O PL cria regras para concessão de crédito ao consumidor, por meio de mecanismos de prevenção ao endividamento excessivo. A proposta incentiva práticas de crédito responsável e de educação financeira, inclusive com a sugestão de inclusão do tema em currículos escolares.

De acordo com Walter Alves, os trabalhos na Comissão são importantes para discutir o assunto que afeta diretamente a economia do país. “O cenário econômico é problemático para os consumidores. Pesquisa da Confederação Nacional do Comércio, de junho passado, aponta que mais de 60% das famílias brasileiras estão endividadas. É um problema que merece nossa atenção”, diz o parlamentar.

A Comissão foi instalada no início deste mês, e é presidida pela deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO). O relator é o deputado Franco Cartafina (PP-MG). O anteprojeto foi elaborado por uma comissão de especialistas e enviado ao Senado ainda em 2012. Após amplo debate e tramitação, foi aprovado em 2015 por unanimidade e enviado à Câmara, e aguarda análise e aprovação desde então.

Tramitação

A proposta, que tramita em regime de prioridade, será analisada pelas comissões de Defesa do Consumidor; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania, antes de ser votada pelo Plenário da Câmara.


TRF4 indefere pedido de defesa de Lula para incluir diálogos do Intercept em investigação

A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou nesta quarta-feira (25) o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para que fossem incluídos os áudios divulgados pelo site The Intercept Brasil nos autos do processo que investiga a propriedade do Sítio de Atibaia.

De acordo com o relator do processo, o desembargador federal João Pedro Gebran Neto, os áudios foram obtidos através de “interceptação de mensagens trocadas em ambiente privado por autoridades públicas sem a devida autorização judicial”, o que torna as provas inabilitáveis como provas.

A defesa pedia que todos os diálogos apreendidos na Operação Spoofing, relacionadas de forma direta ou indireta a Lula, fossem anexados aos autos para uso como prova compartilhada.

A decisão sobre agravo regimental ainda cabe embargo de declaração.


91,7% das cidades do país não têm delegacia da mulher, aponta IBGE

Não existem delegacias especializadas no atendimento à mulher (Deam) na maioria das cidades brasileiras. De acordo com dados divulgados nesta quarta-feira (25) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 91,7% dos municípios não possuem essas delegacias, enquanto em 90,3% não há nenhum tipo de serviço especializado no atendimento à vítima de violência sexual.

As informações aparecem na Pesquisa de Informações Básicas Municipais e Estaduais (Munic), que traz o perfil dos municípios e estados do país em 2018. Segundo o documento, o número de municípios que possuem casas-abrigo para mulheres em situação de violência se manteve estável, mas continua reduzido: oscilou de 2,5% em 2013 para 2,4% em 2018.

Entre as 3,8 mil cidades que possuem até 20 mil habitantes, apenas nove possuem este tipo de estrutura. Por outro lado, elas existem em 58,7% dos municípios com mais de 500 mil habitantes. Segundo o IBGE, as casas-abrigo propiciaram, em 2018, atendimento a 1.221 mulheres e 1.103 crianças.

A principal atividade ofertada foi o atendimento psicológico individual. Dependendo da unidade, também há oferta de atendimento jurídico e creche.

O levantamento mostra, ainda, que o número de prefeituras que possuem algum órgão voltado para a execução de políticas para mulheres está em queda. Em 2013, 27,5% dos municípios tinham algum tipo de estrutura com essa finalidade. No ano passado, esse percentual caiu para 19,9%. Os dados apontam que houve um retrocesso de nove anos: a situação de 2018 é similar à observado no ano de 2009.

Quando existem, a maioria dos órgãos municipais estão vinculados a alguma secretaria com atribuições mais amplas. Entre as prefeituras que possuem estruturas com tal fim, apenas 12,8% tem secretarias exclusivas para a execução de políticas para mulheres. Por outro lado, houve um aumento no número de municípios que possuem um Plano Municipal de Políticas para Mulheres. Em 2013, o documento era adotado por 4,5% das prefeituras do país. No ano passado, esse percentual saltou para 5,3%.

Por Agência Brasil


Fazendas viram alvo fácil de ladrões de gado no RN

O 11º Batalhão de Polícia Militar confirmou que uma fazenda localizada nas proximidades da Reta Tabajara, em Macaíba, Grande Natal, foi alvo de bandidos na noite passada. Animais e objetos foram roubados.

As informações da PM são de que os bandidos levaram bois, cavalos e ovelhas. Dentro da casa da propriedade rural, os assaltantes quebraram móveis e roubaram aparelhos eletrodomésticos, roupas e até alimentos. As suspeitas é de que uma quadrilha de Bom Jesus esteja agindo em propriedades da região.

Por todo o estado, agropecuaristas têm sido vítimas de bandidos que escolhem propriedades rurais como alvo. Também na noite que se passou, o Destacamento da PM de Grossos, no Oeste, foi acionado. Um viveiro de camarão de uma fazenda às margens da RN-012 estaria sendo saqueado. Os policiais conseguiram deter três pessoas pela tentativa do crime.

Menos de uma semana atrás, um produtor de Currais Novos, no Seridó, procurou a polícia para comunicar o furto de um potro, um cavalo novo, com menos de um ano de idade. No final de 2018, uma égua dele também foi furtada.

De acordo com a polícia é difícil impedir crimes das propriedades rurais dada a baixa quantidade de policiais e o tamanho das zonas fora das áreas urbanas, onde destacamentos e delegacias ficam sediados.

Por Portal no AR


Projeto de George Soares que denomina Central do Cidadão de Assu é aprovado na Assembleia

Por iniciativa do deputado estadual George Soares (PL), foi aprovado projeto de lei na Assembleia Legislativa do RN, nesta quarta-feira (25), que denomina a Central do Cidadão de Assu de “Central do Cidadão Rosângela de Oliveira”.

Segundo a justificativa do projeto do parlamentar, Rosângela de Oliveira foi uma servidora que passou a integrar o funcionalismo da Central do Cidadão desde que a instituição foi inaugurada na capital do Vale, em 02 de abril de 2002. Rosângela detinha dentro de sua máquina humana um coração feito de desprendimento, caridade e bondade, que a fazia esquecer seus próprios interesses e promover o bem.

“Essa foi uma forma que encontramos para reconhecer o trabalho e a luta dessa mulher assuense. É mais que merecida essa homenagem, pois Rosângela foi uma funcionária dedicada ao nosso estado. A governadora vai sancionar nosso projeto de lei na próxima segunda-feira, 30, na inauguração da estrutura da Central do Cidadão, em Assu,” enfatizou o deputado George.


Francisco do PT defende pleito da PM de Jardim do Seridó, junto ao Governo do Estado

O deputado Francisco do PT apresentou, nesta segunda-feira (23), à secretária estadual adjunta do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (SETHAS), Joseane Bezerra, um pleito da 2ª Companhia do 6º Batalhão de Polícia Militar, em Jardim do Seridó.

No ofício entregue pelo parlamentar, o capitão Michael, comandante da companhia, solicita o “desmembramento e doação, em nome da Polícia Militar do RN, de parte do imóvel, onde antes funcionava o extinto CSU (Centro Social Urbano)”.

Desde dezembro de 2017, a instituição militar funciona no prédio, mas apenas como imóvel cedido, de maneira informal. Mesmo assim, nos quase dois anos de funcionamento da Companhia, foram feitas reformas e adaptações para o bom desempenho e utilização como Quartel Policial Militar.

“Eu fui procurado pelo Capitão Michael, que me relatou a necessidade dessa doação para que, segundo ele, facilite a captação de recursos destinados à reforma da estrutura física do prédio. O processo para a realização dessa ação está, inclusive, no gabinete da secretária e eu pedi que fosse dada celeridade, porque é uma forma de colaborar com a segurança do município”, declarou o deputado Francisco do PT.


Banco Mundial avalia andamento de obras no Distrito Irrigado do Baixo Açu

O andamento das obras no Distrito Irrigado do Baixo Açu (Diba), em Alto do Rodrigues, foi o foco principal da Missão do Banco Mundial no RN nesta terça-feira (24). Na primeira visita de campo da semana, a equipe de especialistas fiscalizou as obras de estruturação do canal de irrigação, visitou os lotes ocupados pelos irrigantes e debateu com os beneficiários adequações necessárias ao projeto.

Acompanhada do secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca, Guilherme Saldanha, e da gerente executiva do projeto Governo Cidadão, Ana Guedes, a coordenadora da missão Fátima Amazonas pôde conferir in loco as mudanças que as obras irão trazer para a vida dos produtores locais. “Foi uma visita muito positiva porque pudemos ver de perto o andamento da obra e entender o tamanho da produção existente aqui”, pontuou Amazonas, após visitar um dos lotes produtores de banana e mamão.

A agenda de campo ao Diba incluiu visita ao canal que está sendo estruturado, à casa de bombas, ao canteiro de obras e à produção. Para o secretário Guilherme Saldanha, a vinda da equipe de especialistas do Banco é muito importante. “Aqui eles puderam ver como estão sendo aplicados os recursos do acordo de empréstimo, o apoio que o Governo do Estado tem dado aos agricultores e as melhorias de vida que estão conseguindo com a redução dos custos de produção”, pontuou.

Além de Fátima Amazonas, participaram da visita pelo Banco o especialista em irrigação da FAO, Luís Loyola, a analista de projetos Daniella Arruda e o especialista em licitações Luciano Wuerzius. O secretário de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar, Alexandre Lima, e o diretor-presidente da Emparn, Rodrigo Maranhão, também estiveram presentes. As equipes de Engenharia e Jurídico do projeto Governo Cidadão também participaram.


Detran conclui curso de identificação veicular com foco na segurança pública

O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) concluiu nesse domingo (22), o Curso de Vistoriador e Lacrador Veicular com foco na segurança pública, alcançando 40 profissionais entres policiais militares lotados no Comando de Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE) e guardas municipais de Natal. A capacitação qualifica os agentes de segurança a identificarem possíveis fraudes, adulterações e clonagem de veículos.

Os instrutores da Escola Pública de Trânsito do Detran (Eptran) direcionaram as instruções possibilitando aos alunos meios técnicos de identificação veicular que possam facilitar a leitura do veículo em situação de blitzen preventivas realizadas pelos agentes de segurança pública. Nessa situação, o policial terá nas mãos mais informações possibilitando inibir ações fraudulentas envolvendo veículos automotores.


Congresso derruba 18 vetos de Bolsonaro à lei de abuso de autoridade

Em uma derrota para o governo e, em especial, ao ministro Sergio Moro, o Congresso Nacional derrubou na noite desta terça-feira (24) 18 vetos feitos por Jair Bolsonaro (PSL) à lei de abuso de autoridade. Outros 15 pontos que haviam sido barrados pelo presidente acabaram mantidos.

A derrubada destes vetos teve aval do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que, assim como outros senadores, ficou bastante irritado com a operação da Polícia Federal, na semana passada, que teve como alvo o líder do governo na Casa, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE).
 
A operação criou um ambiente favorável à derrubada de vetos do presidente Jair Bolsonaro à lei de abuso de autoridade.


RN está no Mutirão Nacional de Plantio de Árvores

O Rio Grande do Norte participa, através do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente – Idema, do Mutirão Nacional de Plantio de Árvores, em comemoração ao dia da árvore, que acontece em 14 estados brasileiros. O mutirão para plantio e distribuição de mudas nos municípios potiguares segue até 29 de setembro.

O projeto inclui a entrega de mudas aos municípios do RN que aderiram à ação. A ideia principal é o plantio de árvores nas escolas, praças, ruas, propriedades rurais e áreas degradadas. A ação conta com o apoio das prefeituras dos municípios, através das Secretarias de Educação, escolas locais, grupos de escoteiros, associações, dentre outros.


Henrique Eduardo e Temer pediram para ele não investigar Cunha, diz Janot

O ex-deputado federal e ex-ministro Henrique Eduardo Alves criticou nesta terça-feira (24), por meio do Twitter, Rodrigo Janot, ex-procurador geral da República. Para Henrique, Janot “não se aposentou da prática de agredir os fatos e a verdade”.

A crítica se deu após trechos do livro de memórias de Rodrigo Janot, que será lançado em duas semanas, terem citado o nome de Henrique e de outros emededebistas.

Segundo reportagem do site da revista Época, Henrique e o ex-presidente Michel Temer teriam pedido a Janot, em março de 2015, para não investigar Eduardo Cunha, então recém-eleito para a Presidência da Câmara.

Janot conta no livro que estava almoçando em sua churrascaria favorita em Brasília quando recebeu um telefonema. Era a secretária da Vice-Presidência. Temer queria vê-lo no Palácio do Jaburu.

Ao chegar ao Jaburu, Janot conta ter sido recebido por Temer e por Henrique Eduardo Alves e levado para uma varanda coberta do palácio.

“Eu chamei o senhor aqui porque quero conversar não com o procurador-geral da República, mas com um brasileiro preocupado com o Brasil, com um patriota”, teria dito Temer.

Em seguida, sem meias palavras, Henrique Alves disse a Janot que ele não poderia investigar Cunha:

“Cunha é um louco, pode reagir de forma imprevisível e colocar o Brasil em risco. Confiamos no senhor como brasileiro e como patriota para manter a estabilidade do país”, disse Alves, na versão de Janot.

Janot afirma ter se virado para Michel Temer e o questionado:

“O senhor é do Direito, minha área, ele [Henrique Alves] não é. O senhor está entendendo a gravidade do que ele está propondo ao procurador-geral da República?”, perguntou Janot.

“Ele está propondo ao patriota Rodrigo Janot. Esse homem é muito perigoso, e a gente não sabe quais as consequências que poderão vir dele. Então apelamos para que o senhor não leve a cabo essa investigação, que a arquive”, teria pedido Temer.

Com palavrões, Janot conta no livro ter sido duro com a dupla:

“Olha, vice-presidente, eu acho isso muito complicado. Na verdade, não consigo separar a figura do patriota da figura do procurador-geral. O que os senhores estão me propondo aqui é que eu cometa um crime de prevaricação. Isso eu não farei jamais. E muito me estranha que o vice-presidente da República e o ex-presidente da Câmara dos Deputados venham fazer uma proposta indecorosa dessas ao procurador-geral da República. Estou chocado com a ousadia de vocês. Os senhores são responsáveis por esse homem estar assumindo a Câmara. Os irresponsáveis são vocês. Vocês é que são os não patriotas. Como é que vocês fizeram uma merda dessas?”.

HENRIQUE

Em sua postagem no Twitter, Henrique negou que teve essa conversa e acusou Janot de “orquestrar delações para atingir seus objetivos políticos”.

“Hoje, nos primeiros vazamentos dessa publicação para imprensa, é relatado diálogo mentiroso que jamais participei, de momento que não condiz com a História, usando palavras e pleitos que não refletem minha forma de agir, me expressar e muito menos ouvir”, escreveu Henrique ao se defender. E acrescentou: “Seguirei com FÉ que ela prevalecerá”.

Por Portal Grande Ponto