Ezequiel estará no encontro de presidentes de Tribunais Regionais Eleitorais

Natal será sede do 77º Encontro do Colégio de Presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais (Coptrel) do país. O evento será realizado nos dias 7 e 8 de novembro. Nesta terça-feira (08), o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN), desembargador Glauber Rêgo, convidou pessoalmente o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Ezequiel Ferreira (PSDB), para participar do evento. O parlamentar já confirmou presença.

“Agradeço o convite e a atenção do desembargador em vir pessoalmente a Assembleia para nos convidar a participar do Encontro. O evento acontece em um momento extremamente importante, já que será a oportunidade também para que os presidentes dos TREs possam debater a legislação eleitoral a poucos meses do pleito de 2020, quando teremos novas eleições municipais em todo o país”, disse Ezequiel.

Glauber Rêgo revelou que o tema central do evento será “Inovação como motor propulsor de eficiência e sustentabilidade na Justiça Eleitoral”. As Eleições Municipais de 2020, as boas práticas entre os regionais e os incrementos de tecnologias na Justiça Eleitoral também estarão na pauta das discussões. Além da reunião entre os presidentes, estão programados também encontros entre os diretores-gerais e assessores de comunicação de cada TRE.

O Coptrel foi criado em 16 de setembro de 1995, em Florianópolis. É uma sociedade civil sem fins lucrativos, de âmbito nacional, integrada pelos desembargadores que estiverem na presidência dos TREs. O Colégio tem como Presidente de Honra o Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, atualmente a ministra Rosa Weber. Nas reuniões do Coptrel, os presidentes dos Tribunais Regionais têm a oportunidade de se reunirem, discutindo questões que afetam a todos. O objetivo é aperfeiçoar a prestação do serviço e desenvolver ferramentas que auxiliem no processo eleitoral. Ao final, são divulgadas a ata do encontro e uma carta na qual são elaboradas proposições para incrementar a atuação dos tribunais.

Também participaram da reunião o diretor-geral da Presidência da Assembleia, Fernando Rezende, e a chefe de gabinete da Presidência da Assembleia, Larissa Rosado.


Governadores do Brasil emitem nota em defesa do novo Fundeb

Reunidos no VII Fórum Nacional de Governadores, na manhã desta terça-feira, 08, em Brasília, os chefes de Executivos estaduais acataram sugestão da governadora do RN, Fátima Bezerra, de apoio à Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que cria um novo Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) de caráter permanente e com maior participação financeira da União.

O Fórum foi aberto com exposição da deputada federal Dorinha Seabra, relatora da PEC 15/15 na Câmara dos Deputados, acompanhada do senador Flávio Arns, a convite de Fátima Bezerra – indicada pelo colegiado de governadores para tratar do tema. Fátima explicou que o atual modelo da principal fonte de financiamento da educação básica termina em 2020. “É urgente criarmos um substituto que seja permanente, para que o Fundeb passe a ser política de Estado”, defendeu.

A proposta relatada pela deputada Dorinha (PEC 15/15) determina que a contribuição federal passe a 15% em 2021, com acréscimos anuais de 2,5% até chegar a 40% em 2031. O impacto orçamentário total seria de R$ 279,8 bilhões. Este ano, por exemplo, a participação da União representa apenas R$ 14,3 bilhões do total de R$ 153 bilhões do Fundeb. “Os Estados e municípios financiam a maior parte do Fundeb, 90%, e recebem parcelas menores que a União da arrecadação dos impostos. Os Estados, este ano, vão aportar R$ 22 milhões. Há um forte desequilíbrio e é fundamental corrigir esta distorção”, argumentou Fátima Bezerra.

 “Nenhuma nação no mundo se desenvolveu com distribuição de renda, oportunidade de trabalho, geração de empregos e sustentabilidade sem investir na educação do seu povo. No Brasil, o Fundeb atende uma população de mais de 40 milhões de pessoas, vai da creche ao ensino fundamental e ao ensino médio.  Educação é a agenda mais importante do país. O Fundeb tem pressa. O Congresso Nacional, deputados federais e senadores devem responder a sociedade com a aprovação do novo Fundeb”, declarou a governadora do RN, para acrescentar que a decisão tomada hoje “é um importante passo em defesa de uma proposta responsável que amplia o aporte de recurso pela União num prazo de 11 anos.”

O ex-presidente da Undime (União de Dirigentes Municipais de Educação), Alessio Costa Lima, registra que o Fundeb é o maior mecanismo de combate à desigualdade educacional existente hoje no Brasil, “por isso precisamos ter um Fundeb mais robusto e com maior participação da União”. Para o atual presidente da Undime, Luiz Miguel, com o Fundeb renovado e tornado permanente, o país concretiza o Plano Nacional de Educação, que é uma conquista histórica de toda a sociedade. Posição acompanhada pela presidente do Consed (Conselho Nacional de Secretários de Educação), Cecília Motta. “é um instrumento fundamental para o desenvolvimento da Educação Básica em todo o país”.

Por sugestão de Fátima Bezerra o VII Fórum Nacional de Governadores emitiu nota oficial expressando total apoio à PEC 15/15. “Esse apoio já foi externado pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação, pela Undime, pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Educação (CNTE) e pela Campanha Nacional pelo Direto à Educação”. A governadora também destaca que a PEC 15/15 dialoga com a PEC 65/19 em tramitação no Senado e relatada pelo senador Flávio Arns. “Os governadores do Brasil declaram apoio ao relatório da Câmara por que ele incorpora tudo aquilo que nós defendemos: um novo Fundeb, permanente, como política de Estado e com maior participação financeira da União”.

O Fundeb é composto por recursos arrecadados por estados e municípios, além de uma complementação feita pela União. O fundo é hoje o principal mecanismo de financiamento da educação básica, que vai da creche ao ensino médio. Equivale, segundo o Ministério da Educação (MEC), a 63% de tudo que é investido nas escolas públicas do Brasil. O dinheiro é usado para pagamento do salário dos professores e manutenção e desenvolvimento do ensino, como construção de quadras de esportes, reforma de instalações físicas, aquisição de carteiras, computadores, televisores e outros equipamentos.

A CARTA OFICIAL DOS GOVERNADORES

O Fórum Nacional de governadores, reunido no dia 8 de outubro de 2019, na Capital Federal, reafirma, por meio da nota abaixo subscrita, a defesa do novo Fundeb, a imprescindibilidade de torná-lo permanente e a necessidade imperativa de ampliar os recursos da União para que, assim, posa manter-se o principal instrumento de redução das desigualdades educacionais.

Neste sentido, nós, Governadores de Estado e do Distrito Federal, defendemos a discussão imediata da matéria, tendo como base a PEC 15/2015, relatada pela Deputada Federal Professora Dorinha Seabra, que dialoga com a PEC 65/2019, relatada pelo Senador Flávio Arns, com a PEC 33/2019 e com a PEC 24/2017, todas em sintonia com os compromissos estabelecidos no Plano Nacional de Educação – e nos alinhamos também com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação – Undime e com o Conselho Nacional de Secretários de Educação – Consede.

Entendemos que essas medidas fortalecerão as políticas para a educação básica pública e a valorização dos profissionais da educação.

Conclamamos a união de todas as forças da sociedade em defesa da educação. Conclamamos o Congresso Nacional, as entidades representativas e a sociedade civil a responderem a este desafio.

A educação é direito de todos. A defesa do Fundeb é dever de todos.


Assembleia homenageia deputados nos 30 anos da Constituição estadual

Dentro da programação de comemoração dos 30 anos da Constituição do Estado do Rio Grande do Norte, a Assembleia Legislativa fará uma sessão solene que homenageará os deputados constituintes, nesta quarta-feira (09), às 9h, na sede do legislativo potiguar, no plenário deputado Clóvis Motta. Ao todo, serão 27 pessoas que receberão a comenda Deputado Arnóbio Abreu, medalha que será entregue aos parlamentares constituintes em reconhecimento às relevantes contribuições prestadas.

"A Assembleia Legislativa tem o dever de comemorar a data e fazer com que o norte-rio-grandense conheça a história e contexto em que a Constituição Estadual foi elaborada, aprovada e promulgada. Trata-se de um marco em nosso Estado e, portanto, é preciso reconhecer a importância que esse texto tem para o povo potiguar", explica o presidente do Legislativo, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

A solenidade marca também o lançamento de um documentário sobre os 30 anos da Constituição Estadual, produzido pela TV Assembleia. Outro ato previsto para o dia é a premiação aos vencedores do “Concurso de Redação - 30 anos da Constituição Potiguar”, lançado em agosto pela Escola da Assembleia. Na oportunidade, a cantora potiguar Khrystal fará uma curta apresentação no Salão Nobre da Casa.

Ao todo, 27 deputados constituintes serão homenageados na sessão. Dentre eles, quatro parlamentares exercem mandato na atual legislatura, é o caso de José Dias (PSDB), Vivaldo Costa (PSD), Getúlio Rêgo (DEM) e Raimundo Fernandes (PSDB). Além destes, atuaram durante a Constituinte de 89 os deputados Amaro Marinho; Ana Maria Cavalcanti; Arnóbio Abreu; Carlos Augusto Rosado; Carlos Eduardo Alves; Cipriano Correia; Francisco Miranda; Gastão Mariz; Irami Araújo; José Adécio; Kleber Bezerra; Laíre Rosado; Leônidas Ferreira; Manoel do Carmo; Nelson Freire; Nelson Queiroz; Patrício Junior; Paulo de Tarso Fernandes; Paulo Montenegro; Ricardo Motta; Robinson Faria; Rui Barbosa; e Valério Mesquita.


Júnior Groovador anuncia leilão de baixo usado ao lado de Jack Black no Rock in Rio

A agenda e a rotina do potiguar José Edilson Firmino Silva Júnior, mais conhecido como Júnior Bass Groovador, mudaram completamente nas últimas semanas, após o “baixista dançarino” dividir o palco do Rock in Rio 2019 com a banda Tenacious D, do ator Jack Black. Mas, entre um show e outro, ele aproveita a fama repentina para ajudar outras pessoas, em especial seus conterrâneos.

O músico anunciou que vai leiloar um dos dois contrabaixos usados no palco do rock e doar o valor arrecadado ao Hospital Infantil Varela Santiago – uma entidade filantrópica de Natal, que completa 102 anos no próximo dia 11 de outubro. O evento, segundo ele, está previsto para dezembro, mas ainda não há data definida.

“A ideia partiu da iniciativa de um amigo. A gente quer poder ajudar essa instituição e os pacientes. Quero contar com a presença de todos os norte-riograndenses. Vamos trabalhar, vencer e ajudar quem precisa”, comentou o artista em entrevista por telefone, ao G1, pouco antes de uma reunião de trabalho.

O instrumento fabricado por um luthier, e que tem preço estimado de R$ 6,2 mil, continua, até lá, sendo usado pelo músico durante suas apresentações. A agenda está cheia.

Por G1


Petrobras já recolheu mais de 133 toneladas de resíduo oleoso de praias

A Petrobras já havia recolhido 133 toneladas de resíduos contaminados pela mancha de óleo de origem indeterminada que atinge diversas praias do Nordeste. Segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o material oleoso é petróleo cru que, desde o dia 2 de setembro, se espalhou por nove estados nordestinos (Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe).

Hoje (8), ao participar de uma audiência pública realizada pela Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados, o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse que análises laboratoriais confirmaram que a substância não provém da produção da estatal petrolífera.


Estande da Fecomércio RN é sucesso de público durante Fenavale 2019

O Sistema Fecomércio RN, por meio do Senac, participou da Feira de Negócios do Assú e do Vale (Fenavale), evento que aconteceu em uma realização da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Assú), com apoio do Sindicato do Comércio Varejista do município.

Em seu estande, a Fecomércio apresentou as ferramentas tecnológicas utilizadas no Laboratório Senac Microsoft Smartlab – sala multidisciplinar que possibilita a implementação de estratégias didáticas inovadoras nos cursos da Instituição. Com intensa movimentação, o espaço foi sucesso de público durante todo o evento. Os visitantes puderam conhecer e manusear vários equipamentos, como óculos e binóculos de realidade virtual; tablets e celulares, para experiências com realidade aumentada; câmera 360, dentre outros.


Acari: Polícia Civil prende suspeito de divulgar cenas de nudez de adolescente

Policiais civis da Delegacia Municipal de Acari deram cumprimento, na manhã desta terça-feira (8), a um mandado de prisão preventiva em desfavor de Michael Ferreira da Silva, 32 anos. Ele é suspeito de divulgar cenas de nudez sem consentimento da vítima. O mandado foi expedido pela Comarca de Acari.

Michael Ferreira está sendo investigado pela suspeita de divulgar vídeo íntimo de uma adolescente em grupos de aplicativo de conversa nas redes sociais. No vídeo, a adolescente aparece sem roupa. Após o fato e o encaminhamento do inquérito concluído à Justiça, ele teria mudado de endereço e não foi mais encontrado depois da denúncia, sendo decretada sua prisão preventiva em virtude disso.

Na manhã de hoje (8), ele foi conduzido até a delegacia e encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça. A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Por Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS


Foi anunciado nesta segunda-feira (07) os novos Conselheiros Tutelares e Suplentes de Jardim do Seridó

 

A Comissão Eleitoral anunciou na manhã desta segunda-feira, 07 de outubro, os nomes dos candidatos eleitos para o Conselho Tutelar de Jardim do Seridó.

Logo após contabilizados os votos, a comissão liderada pelo Pastor Romão e Maria de Henrique, divulgou de forma oficial os nomes dos cinco eleitos e os quatro suplentes que irão ocupar os cargos no conselho.

São eles:

  • Jacinto Severo   935 votos
  • Tarcísio(tatá)     750 votos
  • Azemir              692 votos
  • Silvinha             652 votos
  • Ilma                  610 votos
  • Linete               503 votos
  • Simone             492 votos
  • Lucila                473 votos
  • Renata              452 votos

 

Agora os eleitos e suplentes irão passar por uma capacitação e em 10 de janeiro de 2020 assumirão os respectivos cargos, para desenvolver o trabalho nos direitos da crianças e adolescentes com um mandato de quatro anos.


MDB realiza Convenção Nacional e elege Baleia Rossi novo presidente

O Movimento Democrático Brasileiro (MDB) realizou, na manhã de hoje (6), no Centro de Eventos e Convenções do Brasil 21, em Brasília-DF, a Convenção Nacional do partido. Na ocasião, os integrantes da legenda elegeram, por aclamação, o deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP), como novo presidente do partido.

O diretório do MDB-RN participou da solenidade. O presidente da legenda, Garibaldi Filho, aproveitou para confirmar que o MDB-RN vai realizar convenção estadual cartorial no próximo dia 21 de outubro. “Além disso, em novembro, teremos um grande evento para filiação de novos membros e a presença do presidente nacional Baleia Rossi”, afirma.

Além de Garibaldi, participaram da Convenção Nacional do MDB, o vice-presidente do MDB-RN e deputado federal, Walter Alves; e o prefeito de Natal, Álvaro Dias. Outros integrantes do diretório estadual estiveram presentes.


Procuradores da Lava Jato não respeitaram legitimidade do Parlamento, diz Maia

Em sua entrevista ao UOL, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, disse que Sergio Moro tem uma visão distorcida do Congresso.

“Ele achou que podia marcar a data da votação do projeto [anticrime] e como o projeto iria tramitar.”

O presidente da Câmara afirmou ainda que Moro e os procuradores da Lava Jato não respeitaram a legitimidade do Congresso.


Aprovação de Previdência para estados e municípios é dúvida para governo

Integrantes da equipe econômica têm dúvidas se o Congresso Nacional irá aprovar a segunda parte da reforma da Previdência, conhecida como PEC (Proposta de Emendas à Constituição) paralela, que reúne alterações defendidas por senadores na versão aprovada pela Câmara.

A principal medida desse projeto é a possibilidade de que a restruturação nas regras de aposentadoria e pensões seja estendida a servidores estaduais e municipais.

A PEC cria um mecanismo para facilitar o ajuste nos gastos previdenciários de estados e municípios.


Com trabalho por conta própria em nível recorde, número de MEIs ultrapassa a marca de 9 milhões

O número de microempreendedores individuais (MEIs) no país ultrapassou pela primeira vez a marca de 9 milhões. Somente neste ano, o número de brasileiros decidiram optar por essa modalidade de atuação no mercado de trabalho já chega a quase 1,3 milhão.

Segundo dados do Portal do Empreendedor do governo federal, o número total de registros de MEIs atingiu 9,031 milhões no final de setembro, o que representa uma alta de 16,7% na comparação com o final do ano passado (7,74 milhões) e de 21,6% em 12 meses (no final de setembro de 2018 eram 7,42 milhões).


William Bonner dá bronca em equipe técnica durante jornal

O apresentador William Bonner demonstrou incômodo com uma falha durante apresentação do Jornal Nacional na noite da última sexta-feira, 4, e deu uma bronca na equipe técnica. Isso aconteceu logo após a exibição de um link ao vivo diretamente do Rock in Rio.

Após falar com o repórter Ari Peixoto, que estava no festival, Bonner, que é editor-chefe do jornal, retirou do ouvido o ponto eletrônico (aparelho usado para a comunicação entre os editores e os apresentadores) e reclamou do barulho do retorno.

“A gente precisa dizer que aqui, no ponto eletrônico que a gente usa para trabalhar, alguém teve a feliz ideia de colocar o retorno do Rock in Rio. Feliz ideia. Nós estamos com os metaleiros até agora. Pessoal da técnica, parabéns, muito obrigado por essa ideia. Estamos surdos agora”, ironizou Bonner.


Consumo de energia elétrica cresce 2,5% em setembro

O consumo de energia elétrica no País atingiu 62,617 MWmédios em setembro, o que corresponde a um crescimento de 2,5% em relação ao mesmo mês do ano passado, segundo informações da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), com base em dados preliminares de medição dos valores médios coletados entre os dias 1º e 30 do mês passado. No mesmo período, a geração de energia teve uma expansão de 2,3%, com 64.736 MWmédios ante 63.310 MWmédios em 2018.

No Ambiente de Contratação Regulada (ACR), também conhecido como mercado cativo, no qual os consumidores são atendidos pelas distribuidoras, o crescimento no consumo foi de 2,2% em relação a setembro de 2018, considerando a mudança de clientes cativos para o Ambiente de Contratação Livre (ACL). Excluindo o impacto das migrações, o mercado regulado registraria aumento de 4,2%.


Malotes com provas do ENEM já estão a caminho dos locais de aplicação

A um mês do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) deu início a distribuição das provas para os locais de aplicação distribuídos em todo o país. Nessa quinta-feira, 3 de outubro, 408 mil impressões saíram do 4º Batalhão de Infantaria Leve do Exército, em Osasco (SP), com a escolta da Polícia Militar, em direção a municípios da Bahia e do Pará. Para o exame deste ano, são 10,2 milhões de provas impressas.

“O Enem envolve o país inteiro, é um projeto nacional. São milhares de participantes que contam com a gente, que esperam uma boa prova, um bom ambiente para aplicarmos essas provas com segurança”, disse o presidente do Inep, Alexandre Lopes. O Enem 2019 tem 5,1 milhões de inscritos.


Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo começa segunda-feira

Em parceria com os governos estaduais, distrital e municipais, o Ministério da Saúde inicia, na próxima segunda-feira (7), a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo. Na primeira fase, que vai até o dia 25 de outubro, o público-alvo serão as crianças com idade entre 6 meses e 4 anos e 29 dias.

A segunda etapa, de 18 a 30 de novembro, terá foco na população com idade entre 20 e 29 anos. Em entrevista coletiva, o ministro titular da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que a prioridade para este grupo justifica-se porque, como provavelmente não receberam a segunda dose da vacina, seus filhos acabam apresentando um sistema imunológico mais vulnerável à doença. Além dos dois períodos, a campanha também destaca o dia 19 de outubro como o Dia D, para mobilização nacional.


Homem de 36 anos admite namoro com adolescente de 12 anos e é preso pela PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu um homem de 36 anos nesse sábado (5), no km 66, da BR-101, em Extremoz. Ele estava com uma adolescente de 12 anos em um ciclomotor. Ao ser abordado, o homem disse que a jovem era sua irmã. No entanto, ao ser realizada a identificação dos dois, a polícia não identificou relação familiar entre eles.

De acordo com a PRF, a partir de então, o homem admitiu que a adolescente era sua namorada e que eles estavam juntos há cerca de nove meses. O suspeito disse ainda que eles moravam na casa da mãe dela. “Diante dos fatos, ficou configurado que eles conviviam maritalmente, o que caracteriza o crime de estupro de vulnerável, previsto no artigo 217-A, do Código Penal, que prevê pena de 8 (oito) a 15 (quinze) anos de reclusão”, informou a PRF.


Governo solicita nova audiência com a Petrobras para tratar dos investimentos no RN

O Governo do RN tem reunido esforços para manter e ampliar a permanência das atividades da Petrobras no Estado, levando em consideração as graves consequências de desinvestimentos que a estatal vem sinalizando no Rio Grande do Norte, bem como para toda a região Nordeste. Por meio de ofício, encaminhado no último dia 1º, o Governo já solicitou uma nova audiência com o presidente da companhia, Roberto Castello Branco, para tratar da importância da empresa para o Estado. A governadora vai convidar representantes da bancada federal, classes trabalhadora e empresarial e entidades da sociedade civil para participarem da audiência.

Em sintonia com a posição do presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN), Amaro Sales, a governadora Fátima Bezerra tem encontrado nesta instituição apoio para continuar destacando a relevância da Petrobras para a economia do RN e a geração de empregos pela empresa. “A saída da Petrobras implica na queda brusca do PIB estadual e na economia do Estado como um todo, além do importante desenvolvimento social que a empresa promove. Mais de 90 municípios do RN recebem a distribuição dos royalties e a Petrobras é responsável pela manutenção de toda uma cadeia direta de empregos. Saúdo a FIERN em unir os esforços e convocar a sociedade para esta luta”, destacou Fátima.

A atuação da Petrobras tem sido pauta frequente da agenda da governadora e do Consórcio Nordeste. Na última assembleia do Consórcio, realizada dia 16 de agosto, em Natal, por exemplo, o tema foi o primeiro ponto da carta emitida ao final do evento. Os royalties gerados pela Petrobras são essenciais ao Governo do Estado e aos mais de 90 municípios que juntos recebem aproximadamente R$ 250 milhões, além dos cerca de 10 mil empregos formais gerados pela cadeia do petróleo e gás.

GARANTIA DE PERMANÊNCIA

Em maio, a chefe do Executivo Estadual se reuniu com o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, na sede da empresa no Rio de Janeiro. Na ocasião, o dirigente pontuou as situações que poderiam ocorrer, como a venda de poços e campos de exploração, mas deixou claro que a Petrobras não sairia do RN. Fátima Bezerra recebeu a garantia de que a estatal permaneceria no estado e que, além disso, o RN receberia o montante de US$ 668 milhões em 2019, sendo US$ 198 milhões apenas em investimentos. O número é quatro vezes maior do que o investido pela Petrobras no RN no último ano.

Já no fim de setembro, durante período de instalação da sede do Governo do RN em Mossoró, a governadora se reuniu com empresários do setor de petróleo e gás que integram a RedePetro RN, organização sem fins lucrativos voltada para a promoção e integração de empresas do setor. Durante a reunião, ela reforçou o compromisso do Governo do RN para a permanência da Petrobras no estado, os esforços em busca de mais investimentos e celeridade aos processos de licenciamento, junto aos novos investidores. A preocupação da governadora com relação aos investimentos da Petrobras no RN foi corroborada pelos empresários presentes na ocasião. Mossoró é referência brasileira na modalidade de exploração de petróleo em terra (onshore).

Quanto aos investimentos de iniciativas privadas, o Estado cumpre seu papel garantindo segurança jurídica e agilidade nos licenciamentos, inclusive expedindo em tempo recorde a exemplo da licença para a Petrorecôncavo.


UERN tem quatro cursos com conceito máximo no Enade

A Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) teve quatro cursos com conceito máximo no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes 2018 (Enade), que teve seu resultado divulgado na quinta-feira (3). A avaliação é referente a área de Ciências Sociais Aplicadas.

Foram considerados nota 5 no Exame os cursos da UERN de Direito Mossoró, Direito Natal, Publicidade e Propaganda, além de Serviço Social, que era o único, entre eles, com conceito máximo no último exame e manteve a classificação.

Segundo a assessora de avaliação institucional da UERN, a professora Mayra Ribeiro, essa evolução se deve à dedicação de alunos, professores e todo corpo técnico da instituição. “Em função de um trabalho conjunto entre a Universidade, coordenadores de cursos e estudantes, obtivemos esse ótimo resultado", disse.

Mayra explica que esses resultados serão discutidos com os departamentos envolvidos para que seja possível manter ou melhorar o desempenho no Exame na próxima avaliação desses cursos, prevista para 2021.

Além dos cursos nota máxima, a UERN também cresceu o desempenho de Jornalismo (subiu de nota 3 para 4) e Administração do Campus de Pau dos Ferros (subiu de 2 para 4).

O Enade avalia o rendimento dos alunos concluintes dos cursos de graduação das universidades em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares dos cursos, além do desenvolvimento de competências e habilidades necessárias ao aprofundamento da formação geral e profissional. Também é tratado no Exame o nível de atualização dos estudantes com relação à realidade brasileira e mundial.

Por G1-RN


Henrique mandou cachaça para agradecer arquivamento de investigação, relata Janot

Desde pedidos para ele próprio não ser investigado até uma solicitação para que não se investigasse o então presidente da Câmara, Eduardo Cunha, passando por outros pedidos emocionados de clemência que resultaram em cenas de choro e até o envio de uma garrafa de cachaça de presente.

Todos esses episódios, alguns mais e outros menos conhecidos, teriam sido protagonizados pelo ex-ministro Henrique Eduardo Alves e estão relatados no controvertido livro que o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot acaba de lançar pela editora Planeta do Brasil com o sugestivo título “Nada menos que tudo”.

A obra – que já rendeu ao ex-PGR a suspensão do porte de armas, uma revista em sua residência com a apreensão de computador, telefone celular e a proibição de entrar no recinto do Supremo Tribunal Federal ou se aproximar dos ministros, tudo após ele dizer que entrou armado na Corte para matar Gilmar Mendes e depois se suicidar – está sendo enviada às centenas pelo WhatsApp, num autêntico vazamento de conteúdo digno da Operação Lava Jato.

Em dois trechos do livro de 250 páginas, divididas em 20 capítulos, Rodrigo Janot dedica extenso espaço para Henrique Eduardo, cuja presença já se dá nas primeiras páginas, retomando bem mais adiante, com alguns fatos conhecidos e outros inéditos.

Um encontro de Janot com o então vice-presidente Michel Temer, tendo Henrique ao seu lado e também o então ministro José Eduardo Cardozo, da Justiça, aparece já no primeiro capítulo. Na reunião, que teria acontecido numa varanda do Palácio do Jaburu, em Brasília, residência oficial do vice-presidente da República, Henrique teria pedido pessoalmente para que Janot não investigasse Eduardo Cunha, que acabara de assumir no lugar dele a presidência da Câmara.

“Cunha é um louco, pode reagir de forma imprevisível e colocar o Brasil em risco. Confiamos no senhor como brasileiro e como patriota para manter a estabilidade do país”, teria dito Henrique, segundo o relato de Janot.

Henrique voltou a ser lembrado várias páginas depois, ao tentar, segundo Janot, ficar de fora da lista de investigados do Ministério Público. O ex-PGR relembra acontecimentos conhecidos dos potiguares:

 “Ele (Henrique) me pediu uma audiência e eu concordei em recebê-lo. Chegou tenso, com o semblante carregado. Não me lembro das palavras exatas dele nos minutos seguintes. Sei que seguiu o padrão dos demais políticos que me visitavam com propósitos parecidos. Eles não dizem abertamente: ‘Por favor, não me investigue’ ou ‘Por favor, me exclua dessa investigação’. O texto é outro. Em geral, dizem que têm biografia limpa, um nome a zelar e, por isso, não suportariam encarar mulher, filhos e amigos se tivessem que passar pelo constrangimento de uma investigação. A regra também era dizer que as acusações eram vagas, infundadas, frutos de uma vingança ou de um descuido qualquer do delator. O ex-presidente da Câmara (Henrique) seguiu essa linha”.

Num segundo encontro, relata Janot, Henrique foi saber se o então PGR decidiu ou não o investigá-lo. O momento foi descrito assim: “Ali estava o conteúdo da minha decisão. Ele (Henrique) pareceu hesitante em abrir e ler a mensagem. Por fim, quando o fez, baixou a cabeça e começou a chorar. Tentou dizer algo, mas não conseguiu e foi embora. O nome dele estava na lista, mas na dos que teriam o pedido de inquérito arquivado. Era só mais um despacho regular, com base na lei, mas Alves ficou exultante. Alguns dias depois, me mandou uma garrafa de cachaça de presente (…)  Não demorou muito para ele descobrir que a cachacinha, a carta e as promessas de amizade sincera não criaram efeito vinculante. No decorrer das investigações, o nome de Henrique Alves surgiu em várias delações. Numa delas, ele aparece como destinatário de propinas em contas no exterior num esquema do ex-deputado Eduardo Cunha. Por causa das delações, Alves teve que ser afastado do Ministério do Turismo e acabou preso por decisões de Varas Federais do Rio Grande do Norte e de Brasília”.

E, mais adiante, Rodrigo Janot acrescenta, em seu livro:

“Olhando em retrospecto, o caso de Henrique Alves é didático sobre o funcionamento do poder e do alcance de uma investigação da Procuradoria-Geral. No início de 2015, a presidente Dilma Rousseff tinha deixado o comando do Ministério do Turismo reservado para o ex-deputado. Ele só seria indicado para o cargo se seu nome não estivesse na “lista de Janot”. Era o que diziam os jornais. Aliado de Temer e Cunha, ele teria obrigado a presidente a esperar o resultado da apuração preliminar do nosso grupo de trabalho para se impor como ministro. Detalhe: na campanha eleitoral, Alves tinha apoiado o senador Aécio Neves, adversário de Dilma. Depois de nomeado ministro, ele perdeu o cargo por causa da investigação sobre contas abastecidas com dinheiro de propina”.

Por Agora RN