Acusado de homicídio e lesão corporal grave é condenado a 13 anos em júri popular no Seridó

O réu Pablo de Medeiros Conforte, também conhecido como “Pablo Glodoy”, foi condenado em sessão do Tribunal do Júri Popular, ocorrida na terça-feira (17), no plenário do Fórum Municipal Amaro Cavalcanti.

Ele matou no dia 06 de dezembro de 2015, com disparos de arma de fogo, a pessoa de Frank Sinatra Virgínio de Faria Júnior e ainda feriu gravemente, Marcelo Henrique Costa da Silva.

A sentença aplicada foi de 13 (treze) anos de reclusão em regime fechado, sendo 12 anos pela morte de Frank Sinatra e 1 ano pela lesão corporal grave causada a Marcelo Henrique.

O advogado Bartolomeu Linhares atuou na defesa de Pablo Godoy, enquanto o promotor Geraldo Rufino, na acusação. O presidente da Sessão foi o juiz, Luiz Cândido Villaça.